19 de outubro de 2017 às 20h59min - Por Mário Flávio

Geddel

Em parecer enviado ao STF, a procuradora-geral da república defende a manutenção da prisão preventiva do ex-ministro e afirma que ele pode ter assumido uma posição de líder de organização criminosa. Dodge também defendeu a abertura de um inquérito contra o deputado Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel, e afirmou que existem provas contra ele. Geddel é aquele mesmo, das malas com os R$ 51 milhões de reais, encontradas num apartamento em Salvador.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro