11 de novembro de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

Após uma semana de muita polêmica sobre o Aterro Sanitário Municipal, o prefeito Zé Queiroz (PDT) decidiu decretar estado de emergência do aterro sanitário. De acordo com o decreto publicado no Diário Oficial do Município, a decisão se deu por vários motivos, entre eles, ampla quantidade de resíduos.

O texto cita que o local está com a capacidade operacional superada, existindo um grande risco de desmoronamento dos talubes laterais, caso seja colocado mais lixo na área que fora licenciada e pode causar degradação ambiental das áreas circunvizinhas e de todo
ecossistema.

De acordo com a prefeitura, foi providenciado em 2012 um projeto de ampliação do atual aterro para uma área contígua e o pedido de licença prévia (LP), cujo projeto já está sendo analisado
na CPRH. Devido a necessidade, a prefeitura autorizou a utilização para colocação de resíduos sólidos a área desapropriada destinada à ampliação do aterro sanitário. A expectativa é que esse novo local suporte por mais dois ou três anos as mais de 300 toneladas de lixo recolhidas por dia em Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro