11 de janeiro de 2014 às 11h25min - Por Mário Flávio

20140111-112547.jpg

Num depoimento diferente do que disse a imprensa logo após a Operação Ponto Final, o prefeito de Caruaru, Zé Queiroz (PDT), confirmou que os vereadores estariam exigindo dinheiro para votar a favor do empréstimo de R$ 250 milhões para construir o BRT em Caruaru. Segundo o texto divulgado pelo Juiz Pierre Souto Maior, Queiroz confirmou a tentativa de barganha pelos 10 edis envolvidos no possível esquema de propina na Capital do Agreste. Leia abaixo a transcrição do texto:

“…O representante máximo do Poder Executivo Municipal ratifica em todos os termos as informações passadas pelo seu secretário MARCO CASÉ dando conta que grupo de vereadores estaria exigindo dinheiro para aprovação do projeto BRT.”

Na semana após a prisão dos vereadores o prefeito de Caruaru disse que nunca tinha recebido proposta de nenhum vereador.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro