6 de janeiro de 2014 às 07h55min - Por Mário Flávio

Não é automática a saída de petistas de governos que irão apoiar a candidatura de Eduardo Campos (PSB) a presidente e do PSB ao governo de Pernambuco. De acordo com informações repassadas pela presidente estadual do PT, deputada Teresa Leitão, cada caso será estudado, antes que a debandada dos governos ocorra. Ela citou o exemplo de Caruaru, já que o prefeito Zé Queiroz (PDT) sinaliza para dar sustentação a uma possível candidatura do socialista.

“Não vai ter nenhuma decisão unilateral, no PT não é mais assim. Vamos estudar cada caso e analisar para tomarmos as decisões. Mas uma coisa é certa, vamos lutar pela reeleição da presidenta Dilma, essa é a nossa prioridade para o ano de 2014″, disse. A deputada descartou ainda que possa disputar o governo de Pernambuco. Segundo ela, essa decisão só de ser tomada mais pra frente, uma vez que parte da legenda quer apoiar a candidatura a governador do senador Armando Monteiro Neto.

Já os cargos no governo de Pernambuco devem ser entregues o que complica a situação de alguns petistas do interior.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro