14 de abril de 2012 às 00h16min - Por Mário Flávio

Nesta sexta-feira (13) o PT de Caruaru participou de dois encontros que refletem bem a realidade atual do partido. Mesmo fazendo parte da base que elegeu o prefeito Zé Queiroz (PDT)  integrantes da sigla possuem fortes divergências com o Chefe do Executivo. A prova disso foi a reunião que as lideranças das tendências tiveram hoje com o prefeito.

Durante o encontro, Queiroz fez uma espécie de prestação de Contas das obras, se colocou como pré-candidato e quais os riscos do PT ficar de fora da coalizão, que deve apoiar o seu nome para a reeleição. Após a fala, Queiroz abriu espaço para o debate e ouviu uma série de críticas, principalmente cobrando maior participação do partido no governo e apontando falhas da atual gestão. O clima foi muito tenso e após o encontro, ficou definido que uma nova reunião será marcada, mas o partido ainda não garantiu apoio ao nome de Queiroz. No entanto, está fechado com a candidatura da Frente Popular.

Após o encontro com Queiroz o grupo almoçou e seguiu para uma conversa com o vice-governador, João Lyra (PDT). Durante mais de uma hora o vice fez uma avaliação da situação política local visando ao fortalecido da Frente Popular em Caruaru, principalmente no campo das ideias. Diferente da reunião com Queiroz, o clima foi calmo. A rejeição da atual gestão foi mais uma vez colocada por Lyra, além da participação efetiva dos partidos num eventual novo governo. O clima entre parte dos petistas era de affair com o vice.

Participaram dos encontros: Eduardo Guerra, Elba Ravane (não esteve com João Lyra), Vanúcio Pimentel, Divanilson Galindo, Rogério Meneses, Adilson Lira, Beatriz Dias, Wilon Dodson e Josué Euzébio.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro