1 de junho de 2017 às 07h08min - Por Mário Flávio

Lula

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, vai submeter no próximo sábado (3/6) aos delegados do partido, no seu 6º congresso nacional, um projeto de resolução que proíbe a participação do partido em eleição indireta para a eventual escolha do substituto do presidente Michel Temer.

A orientação foi dada pelo ex-presidente Lula, para quem o partido não deve “legitimar” um presidente da República que seja escolhido pelo Congresso Nacional.

Lula já se lançou candidato do partido em eleições diretas (2018) e, segundo o último levantamento do instituto Datafolha, lidera as intenções de voto.

O que não se sabe, ainda, é se o ex-presidente poderá ser candidato porque ele é réu em cinco processos, dos quais três relacionados com a Operação Lava Jato.

Caso ele seja condenado em segunda instância, ficará automaticamente inelegível com base na Lei da Ficha Limpa.

Em 1985, o PT recusou-se a participar da eleição indireta para a escolha do sucessor do general João Baptista Figueiredo. O candidato da Aliança Democrática, Tancredo Neves (PMDB-MG), derrotou o candidato governista, Paulo Maluf (PDS), por 480 x 180.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro