9 de outubro de 2013 às 06h55min - Por Mário Flávio

Nota de Repúdio ao vereador Jajá

Na última quinta-feira, na Câmara Municipal de Caruaru, pudemos presenciar mais um lamentável episódio, promovido pelo vereador Jailton Soares de Oliveira (Jajá), que talvez até sem pensar nas consequências de seu ato, atingiu, de forma torpe, irresponsável e rasteira, a honra da Secretária Municipal de Saúde de Caruaru, companheira Aparecida Souza (filiada e militante do PT/Caruaru).

Como companheiros de muitas e vitoriosas lutas populares, não poderíamos nos calar diante do lamentável episódio. O vereador não soube separar as coisas e misturou as críticas cabíveis a um opositor com as lamentáveis agressões pessoais à honra da valorosa e competente secretária de saúde de nosso município.

Nossa indignação e repúdio à atitude do vereador Jajá não está buscando esteio no fato de ser a companheira secretaria e o próprio PT integrantes, defensores e apoiadores da atual gestão municipal, mas sim por entendermos que política se faz com a defesa ideias e projetos e não com agressões pessoais, seja a quem for.

O vereador Jajá mostrou, com tal atitude, não estar à altura do cargo que parcela considerável dos/das eleitores/as de Caruaru lhe confiou. Nosso repúdio ao vereador que, com tal atitude, atingiu não apenas a companheira Aparecida Souza, mas também, ainda que de forma indireta, a todas as mulheres. Tal atitude não é digna de um representante do povo de Caruaru.

Em pleno século XXI é inconcebível que um vereador de uma cidade do porte da caruaru faça uso da tribuna da casa do povo de forma tão irresponsável e desrespeitosa contra uma companheira investida no cargo de uma autoridade municipal (secretaria de saúde).

O vereador Jajá feriu o regimento interno da Casa do Povo ao atingir a vida pessoal da secretaria de saúde de Caruaru e merece ser responsabilizado e punido por isso. Conclamamos os representantes do legislativo municipal a tomarem as providências cabíveis. Esse jogo rasteiro deve acabar, pois, se assim continuar, levará a Câmara Municipal e todos os seus representantes ao descrédito e desrespeito da sociedade caruaruense. Nesse momento a atingida em sua vida pessoal foi a companheira secretária de saúde, mas, e amanhã, quem será a próxima vítima caso as providências não sejam tomadas?

É lamentável o episódio ocorrido e merece o repúdio de cada companheiro e companheira do PT. Nenhuma agressão pessoal gratuita e irresponsável a nossos/as companheiros/as ficará sem resposta.

Conclamamos a todas e todos para ficarmos atentos e não permitir que tais fatos voltem a ocorrer. Conclamamos ainda os representantes do povo no Poder Legislativo Municipal a tomar as medidas que regimentalmente couber para coibir essas lamentáveis práticas advindas da tribuna dessa que deve ser respeitada e preservada por ser a casa do povo.

Como disse certa vez o filósofo e pensador Alfred Montapert: “Nem todos podem ter um curso superior. Mas todos podem ter respeito, alta escala de valores e as qualidades de espírito que são a verdadeira riqueza de qualquer pessoa”. Política não se faz com o fígado. O vereador Jajá deveria ao menos saber disso.

Caruaru-PE, terça-feira, 08 de outubro de 2013. Diretório Municipal – PT/Caruaru


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro