18 de março de 2013 às 14h29min - Por Mário Flávio

Reportagem do Diário de Pernambuco do sábado (16), confirmou as informações de adiamento da vinda da Shacman para Caruaru. Na verdade, por enquanto o posicionamento da empresa é de que o projeto deve vir para a Capital do Agreste em 2016, se o governo do estado cumprir as exigências para instalação da fábrica. Abaixo a reportagem completa.

Schacman adia seus planos em Pernambuco

Por ROCHELLI DANTAS

Ano de 2016. Esta é a previsão de chegada da Metro-Schacman, montadora de ônibus e caminhões, a Caruaru. Recentemente, o grupo anunciou a instalação de um CKD, planta utilizada na montagem de veículos em São Paulo. Sendo assim, o projeto pernambucano estaria suspenso. Esta semana, o diretor de Marketing da Schacman, Reinaldo Maluta Vieira, afirmou que o governo do estado ainda não criou condições para instalar a fábrica.

Entre os pontos citados como imprescindíveis para a chegada da indústria a Pernambuco está a implantação dos sistemistas, fornecedores de peças nacionais, a instalação de uma fábrica de fornecedores do material bruto, que seriam metais, e a falta de mão de obra especializada. “A previsão dessas condições serem cumpridas está prevista para 2016.

Estamos otimistas que estas condições serão cumpridas e o proejeto de Caruaru será muito maior do que o de Tatuí”, ressaltou em e-mail enviado a nossa equipe de reportagem.

O investimento prometido para Pernambuco foi estimado em R$ 1 bilhão com geração de mil empregos. As negociações entre o governo estadual e os chineses foram iniciadas em outubro de 2011 pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

Em São Paulo, o grupo investiu R$ 100 milhões na construção de um CKD. Por lá, a proposta é atingir a produção de 800 caminhões por ano. A ideia é receber as principais peças dos caminhões da China e na planta de São Paulo realizar a montagem dos caminhões adicionando o conteúdo nacional. Com isso, o grupo estará atingindo a meta de pelo menos 65% de conteúdo nacional da produção. A montagem dos veículos deve ter início no segundo semestre deste ano.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Marcio Stefanni Monteiro, disse estar tranquilo quanto ao investimento do grupo. “O estado tem costume de cumprir seus compromissos. Estou tranquilo. O que eles estão fazendo em São Paulo é um outro projeto onde eles avaliarão o mercado brasileiro”, afirmou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro