Procissão encerra Festa da Pitomba, em Jaboatão dos Guararapes

Lucas Medeiros - 17.04.2023 às 17:55h
(Imagem: Divulgação)

A tradicional procissão de encerramento da 366ª Festa de Nossa Senhora dos Prazeres acontece, nesta segunda-feira (17), a partir das 18h, após celebração eucarística campal a ser realizada pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, às 16h, em frente ao Santuário do Parque Histórico Nacional dos Guararapes, de onde sairá o cortejo com a imagem de Nossa Senhora dos Prazeres. No Polo Show da Festa da Pitomba, vão se apresentar, a partir das 19h, Cheila Vem Swingar, Marcelo Pernambucano, Roginho, Lequino Campos e Priscilla Senna. Antes, às 17h, haverá cortejo com o Bloco Lírico Flabelo do Amor.

Nesse sábado (15), penúltimo dia das comemorações, teve apresentação para todos os gostos. Após cortejo dos maracatus Cambinda Africana e Flores do Morro (grupo só de mulheres), quem primeiro subiu ao palco, às 17h, foi tio Dody, que fez a alegria da criançada junto com Márcia Ferraz e diversos personagens, como a Galinha Pintadinha e o Homem Aranha. Letícia, 6 anos, não parava de dançar e pular, junto com o irmão, Henrique, e as primas, Izadora e Emily, todos de 4 anos. “Eu vim todas as noites para a festa, hoje trouxe eles, é muito bom para se divertirem”, disse Evelyn Samara. Na área de acessibilidade, Letícia Helena curtia com os filhos Caio Henrique, 8 anos, e Clarissa, “Caio tem paralisia cerebral, por isso é muito importante ter uma área de acessibilidade, brincamos muito”.

A banda Os Moreninhos abriu as apresentações da noite com uma boa sofrência, às 18h, cantando Faz Uma Loucura Por Mim. Logo depois foi a vez de As Fulô, que fez o público dançar muito forró. Letto do Cavaco subiu ao palco tocando uma ciranda, na hora em que uma leve chuva começou a cair, mas não afastou o público, já preparado com sombrinhas. “Eu gostaria de ressaltar a importância grandiosa dessa oportunidade para todo o segmento da música”, destacou o cantor.

Os jovens foram ao delírio quando MC Neiff entrou com seus dançarinos, sob muitos efeitos especiais. Durante a apresentação, o artista conversou com o público sobre quanto é significativo um grupo de funk estar na Festa da Pitomba, junto a vários outros ritmos. “Somos muito marginalizados, mas o funk é um meio de muitos jovens vencer na vida”, declarou, agarrado à bandeira do Jaboatão, agradecendo ao prefeito Mano Medeiros.

A banda Limão com Mel encerrou a noite, colocando a multidão para dançar e cantar grandes sucessos, como Toma Conta de Mim, De Janeiro a Janeiro e Anjo Querubim. “Foi minha primeira Festa da Pitomba e achei tudo maravilhoso. A segurança, a organização, as atrações, com um forrozinho das antigas… bom demais! Já estou querendo vir de novo”, brincou Tatiana Mayara, 34, que foi ao evento com amigas e o filho Yan Lucas, 13. A amiga Bete Bezerra, 35, complementou: “Está todo mundo comentando sobre essa festa. O prefeito está de parabéns”.

Mais do que uma festa religiosa e cultural, estamos falando de uma tradição de 366 anos. E eu fico muito feliz em manter essa tradição. Em ver tantas pessoas exercendo sua fé e tantas famílias se divertindo, com muita tranquilidade. Em poder colaborar com o fomento da nossa cultura e com a economia local”, afirmou o prefeito Mano Medeiros, que participou da festa ao lado da primeira-dama, Andrea Medeiros, e da família, tendo também assistido à celebração eucarística, no Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres, com o padre Marcelo Marques Júnior, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Ibura, convidado de Dom Marcos, reitor do Santuário.