Presidente da SNC repudia fala de Lula sobre o agronegócio brasileiro; Confira a nota na íntegra

Mário Flávio - 28.08.2022 às 10:25h

O presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), Delmiro Gouveia, condenou veementemente a declaração de Luiz Inácio Lula da Silva sobre o agronegócio brasileiro, em entrevista ao Jornal Nacional, na Rede Globo, na última quinta-feira (25/08).

A SNC destaca que durante a pandemia, um dos períodos mais difíceis da sociedade civil, o agronegócio diuturnamente produziu sem parar com o objetivo de manter o alimento na mesa do nosso povo. 

NOTA DE REPÚDIO

FACISTA – DIREITISTA, regime totalitarista, corporativista, cujo desprezo aos direitos humanos e à propriedade é latente, outrora atribuído ao Agronegócio brasileiro pelo candidato Lula.

Renega o então candidato, a pujança do Agronegócio brasileiro, sua importância na produção mundial de alimentos, nos mais variados seguimentos, reconhecidamente premiado pelas Nações Unidas e a FAO.

Renega o então candidato, ser o Agronegócio fator determinante para o equilíbrio na balança comercial, representando aproximadamente 30% do PIB.

Renega o então candidato, que durante um dos períodos mais difíceis da sociedade civil (pandemia), o Agronegócio diuturnamente produziu sem parar, para manter o alimento na mesa do brasileiro.

Renega o então candidato, que aqueles que fazem o Agronegócio defendem a Legislação, a Propriedade e a Preservação Ambiental .

Dever-se-ia envergonhasse o então candidato em atacar o Agronegócio, ao passo que defende copiosamente, organização criminosa denominada MST.

Então candidato, tenha respeito e honradez ao falar do Agronegócio brasileiro.

Delmiro da Cruz Gouveia Presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores