23 de fevereiro de 2013 às 14h55min - Por Mário Flávio

A prefeitura de Caruaru se manifestou por meio de nota a respeito da decisão dos professores da rede municipal de ensino. Após assembleia realizada ontem, os docentes evitaram a greve, mas decidiram que iriam promover paradas alternadas de dois dias durante a semana. A prefeitura informou que ainda não foi comunicada da decisão, mas disse que as aulas não irão ser afetadas com as paralisações e que segue aberta ao diálogo. Segue a íntegra da nota:

Nota – A prefeitura de Caruaru informa que ainda não recebeu a comunicação formal do Sindicato dos Professores em relação à paralisação na rede municipal de ensino. A prefeitura destaca que existe uma mesa permanente de negociação formada pelo Secretário de Administração Antonio Ademildo, pelo Secretário de Educação Welson Costa, pelo Controlador do município Tony Galvão, pelo presidente do CaruaruPrev Osório Chalegre, além do representante da Procuradoria, advogado Felipe Vila Nova. A prefeitura reforça o compromisso com a qualidade de ensino e avisa aos pais e alunos que as aulas acontecerão normalmente na próxima semana. O objetivo é evitar prejuízos neste início de ano letivo.

Ainda em relação à lei sancionada, a prefeitura reitera que não prejudica os professores. A gratificação de regência, de 25%, será integralizada à remuneração e o salário inicial na rede municipal de ensino é de R$ 2.114,86, acima do piso nacional. Além disso, garantirá mais segurança à aposentadoria, uma vez que o valor integralizado servirá de referência na hora de se aposentar.

Exatamente por conta dos sucessivos reajustes do piso nacional com repercussão nas gratificações, a partir de setembro de 2009, neste governo, muitos professores da rede municipal passaram a ter remunerações bem superiores à média nacional.

Por exemplo, na folha de pagamento constam professores nos níveis 1, 2 e 3 com remunerações entre R$ 7 mil e R$ 13 mil. Entre os aposentados, a remuneração fica entre R$ 5 mil e R$ 8 mil.

Portanto, fez-se necessário atualizar o Plano de Cargos e Carreiras mas com o compromisso de não prejudicar as garantias e direitos dos professores. A relação das remunerações estará disponível no Portal da Transparência para que qualquer cidadão tenha acesso a essas informações.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro