30 de janeiro de 2018 às 18h03min - Por Mário Flávio

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Palmares, Altair Bezerra Júnior, não realizar gastos com o Carnaval enquanto a folha de pagamento dos servidores, sejam eles efetivos, contratados ou temporários, estiver atrasada.

Segundo o promotor de Justiça João Paulo Barbosa, diversas cidades pernambucanas estão inadimplentes com a folha, de modo que realizar gastos com festividades em detrimento do pagamento dos servidores viola o princípio da moralidade administrativa. No caso de Palmares, o promotor explicou que, apesar de não ocorrerem festas de Carnaval, o município planejava prestar apoio financeiro a um baile de carnaval e a blocos pré-carnavalescos.

Além disso, o MPPE recebeu denúncias que confirmam o atraso no pagamento aos servidores municipais.

O prefeito tem um prazo de cinco dias após tomar conhecimento da recomendação para informar ao MPPE, por meio de ofício, a situação da folha de pagamento dos servidores.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro