9 de junho de 2018 às 00h23min - Por Mário Flávio

Neste sábado (9), o Polo Caruaru vai sediar uma exposição em homenagem ao centenário do caruaruense Nelson Barbalho. O evento que faz um tributo ao escritor, historiador, jornalista, compositor, crítico de cinema e roteirista será aberto ao público, a partir das 10h, no Espaço “País de Caruaru”, próximo ao Armazém da Criatividade.

Fotos, documentos e objetos de trabalho e de uso pessoal irão compor a exposição. Todo o acervo foi cedido pela filha do escritor, Valéria Barbalho, e pelo Instituto Histórico de Caruaru, apoiador do evento.

Durante a programação, uma exposição será realizada em homenagem ao fotógrafo Pissica, um dos maiores cronistas fotográficos de Caruaru dos anos 50 e 70. A exposição será composta de 50 fotografias, selecionadas pela filha do fotógrafo, Sayonara Almeida. Fotografias de paisagens urbanas, tipos humanos, flagrantes do cotidiano, personalidades e eventos relevantes de Caruaru poderão ser apreciadas pelo público.

“Nosso intuito é que os visitantes se encontrem com as obras destes ícones da nossa cultura. Desde o ano passado, temos mostrado um pouco da história de Nelson, em um espaço dedicado a ele, no projeto “País de Caruaru”, título de uma das principais obras do escritor. Tanto Nelson, como Picassa, deixou uma obra monumental que, com certeza, formou a nossa identidade cultural”, afirmou o curador da exposição, Walmiré Dimeron.

Nelson Barbalho nasceu em Caruaru, no dia 2 de junho de 1918. Escreveu para vários jornais da Cidade e também para algumas revistas literárias. Nelson gostava de escrever lembranças da infância e relatos que ouvia dos mais velhos. Seu mais famoso livro foi o “País de Caruaru”, publicado em 1974, onde falou da história política local. Também se destacou com o “Caruaru, de Vila a Cidade”, livro que conta a história cronológica do município, publicado em 1980.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro