PF cumpre 22 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de financiar ataques de 8 de janeiro em Brasília

Mário Flávio - 11.05.2023 às 08:46h
Rio de Janeiro (RJ), 03.05.2023 – Agente da PF atua na Operação ‘Sem Mega’, contra empresa suspeita de monitorar ações policiais, no Rio de Janeiro. Foto: Polícia Federal-RJ

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 11, a 11ª fase da Operação Lesa Pátria, com o objetivo de identificar pessoas que financiaram e fomentaram os atos golpistas de 8 de janeiro, em Brasília, quando o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal foram invadidos por indivíduos que promoveram violência e dano generalizado contra os imóveis, móveis e objetos daquelas Instituições.

Ao todo, estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. A operação também contempla o bloqueio de bens, ativos e valores dos investigados até o limite de R$ 40 milhões para cobertura e ressarcimento dos danos causados ao patrimônio público.

Os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

“As investigações continuam em curso e a Operação Lesa Pátria se torna permanente, com atualizações periódicas acerca do número de mandados judiciais expedidos, pessoas capturadas e foragidas”, diz a PF.