28 de janeiro de 2016 às 07h25min - Por Mário Flávio

Paulo-Roberto-Costa-2-foto-Agência-Brasil Pesquisa feita pelo Ibope, por encomenda da CNI (Confederação Nacional da Indústria), constatou que, pela primeira, o brasileiro elegeu a “corrupção” como o principal problema do país.

Isso se deve ao fato de a Operação Lava Jato estar todos os dias nos lares do povo brasileiro, revelando detalhes da roubalheira que imperou na Petrobras durante muitos anos. Hoje, por exemplo, poucos brasileiros são mais conhecidos do que Paulo Roberto Costa, o ex-diretor de abastecimento que, em delação premiada, contou tudo o que sabia sobre o assalto aos cofres da estatal.

“A população está percebendo que, de repente, a construção de uma escola passa a ser focada, não no interesse público, mas no interesse de quem a está construindo”, disse Renato da Fonseca, gerente de pesquisa da CNI. Pelos dados da pesquisa, 65% dos brasileiros consideram a corrupção o problema mais grave do país, seguido pelas drogas (61%) e a violência (57%). No levantamento anterior, realizado em 2012, os três principais problemas relacionados pelos brasileiros foram drogas (72%), violência (65%) e saúde (62%). Corrupção apareceu em quarto lugar (58%). Dois anos depois a ordem foi esta: drogas (67%), violência (64%) e corrupção (62%).

O Ibope perguntou também aos eleitores quais deveriam ser as prioridades do governo Dilma Rousseff para o ano de 2016. Para 36%, melhorar os serviços de saúde; para 31%, o controle da inflação e, para 26%, combater a corrupção e o desemprego. Melhorar a educação apareceu em 5º lugar.

“Infelizmente, as pessoas que têm educação mais baixa não colocam isto como problema sério. É uma das coisas que o país precisa mudar, porque parte dos problemas com a corrupção e a geração de emprego passa pela educação”, disse Fonseca.

O Ibope Inteligência ouviu 2.002 pessoas em 143 municípios brasileiros entre os dias 4 e 7 de dezembro de 2015.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro