9 de agosto de 2018 às 00h22min - Por Mário Flávio

Candidato à reeleição pela Frente Popular, o governador Paulo Câmara (PSB) e a sua colega de chapa Luciana Santos (PCdoB), deputada federal e postulante a vice,  dedicaram a noite desta a quarta-feira (08/08) à conversa sobre os rumos do Estado e do Brasil com ipojucanos, que lotaram o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ipojuca durante o Prosa Política, evento organizado pelo PSB.

O local que abrigou encontro é carregado de simbolismo; o ex-presidente Lula (PT) comandou um ato em defesa dos direitos da categoria, em uma de suas visitas ao município da Região Metropolitana do Recife.

Inspirado pela representatividade do local, Paulo fez questão de destacar a importância da unidade das esquerdas de Pernambuco para o enfrentamento ao grupo político que comanda a deterioração do País. “Unimos as esquerdas de Pernambuco”, bradou Paulo Câmara, completando depois: “Precisamos saber o que a gente quer, que lado a gente quer ficar. Do lado do povo, dos trabalhadores rurais ou o lado do Temer. Temos que escolher e tenho certeza que Pernambuco vai escolher o lado certo.”

Na ocasião, Paulo fez questão de exaltar o empenho que o ex-presidente Lula sempre demonstrou na construção de um Brasil mais justo, colocando a Região Nordeste como uma prioridade para o desenvolvimento do País. “A gente não pode deixar de homenagear uma pessoa que querem calar a voz, que é o ex-presidente, o candidato Lula. Nossa solidariedade, nosso apoio e a gente vai estar junto. Porque Lula foi uma pessoa importante, que olhou os mais pobres, o Nordeste, que diminuiu as desigualdades sociais. Que combateu a fome. E isso é um valor que não podemos esquecer”, defendeu Câmara.

Em sua fala, Luciana Santos lembrou que foi justamente durante a parceria entre o ex-presidente Lula, no Palácio do Planalto, e o saudoso ex-governador Eduardo Campos, no Governo de Pernambuco, que Ipojuca vivenciou um dos melhores momentos de sua história.  “Ipojuca da economia da zona da mata, da cana de açúcar, passou a ser Ipojuca da cadeia do petróleo e do gás, passou a ser da Refinaria Abreu e Lima, passou a ser da indústria naval, dos estaleiros, que parecia quando começou a verdadeira Serra pelada, com tanto trabalhador que a gente via entrando no Complexo de Suape”, ressaltou a deputada federal.

O Prosa Política do Ipojuca contou com as participações do ex-prefeito do município Carlos Santana, da deputada estadual e candidata à reeleição Simone Santana, do postulante a deputado federal João Campos, ambos do PSB, e de centenas de trabalhadores e trabalhadoras rurais e representantes da sociedade civil ipojucana.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro