5 de março de 2017 às 20h26min - Por Mário Flávio

Nesta segunda-feira (6) o Partido Novo dará início em Pernambuco ao processo de pré-seleção de candidatos interessados em concorrer aos cargos de deputado estadual, federal e senador nas eleições do próximo ano.

Segundo sua assessoria, o PN está à procura de cidadãos “comprometidos com os seus valores e ideais, que tenham espírito de liderança, iniciativa, competência e disposição para trabalhar por um Brasil melhor”.

A seleção se realizará em 13 estados e no Distrito Federal, a saber: Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina.

Esses Estados foram os escolhidos porque neles o PN já está devidamente estruturado. Antes, o partido definiu 40 cidades, entre as quais Recife e Jaboatão dos Guararapes, para realizar eventos públicos em busca da conquista de filiados.

“Com este processo seletivo, o Partido procura dar oportunidade àquelas pessoas que queiram efetivamente participar do processo político”, declarou Charbel Maroun, representante do PN no Recife.

Segundo ele, a aprovação no processo seletivo é pré-requisito para ser candidato, porém não garante a candidatura. Os aprovados passarão ainda por uma etapa eliminatória de entrevistas, o que lhes dará direito, ou não, de participar do pleito.

As inscrições começarão no próximo dia 6 e o processo terá quatro etapas. A primeira, que vai até 21 de abril, será totalmente online. Consta de uma prova, o envio do currículo e de um vídeo em que o postulante deverá responder os motivos pelos quais quer ser candidato e o que pretende fazer caso seja eleito.

A segunda será realizada entre 15 de maio e 30 de junho, quando serão feitas as entrevistas com os candidatos que forem aprovados na primeira.

A terceira fase ocorrerá entre 10 de julho e 29 de setembro e consistirá em tarefas e atividades práticas. E, a última, entre 9 de outubro e 1º de dezembro – treinamento e avaliação em temas para a função política correspondente.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro