23 de fevereiro de 2016 às 23h50min - Por Mário Flávio

pt

As próximas semanas serão essenciais para que as alianças sejam montadas visando a eleição de outubro. Principal partido do País e com um tempo considerável de televisão, o PT de Caruaru vive uma delicada situação. Parte do partido, ligada ao presidente da legenda aqui na cidade, Adilson Lira, não quer mais a legenda na base do governo José Queiroz, por vários fatores já explicados a exaustão.

No entanto, a parte do partido que sempre foi ligada a ex-secretária da Mulher, Louise Caroline, não aceita tal hipótese e defende com unhas e dentes a gestão. Essa situação gera um clima de tensão na legenda aqui na cidade. O diretório local deu até um prazo para que os filiados deixassem a gestão, mas os companheiros fizeram oivido de mercador e continuam atuando, principalmente nas secretarias de Participação Social e Mulher.

A indecisão da legenda começa na majoritária. Com essa divisão o partido não sabe ainda se vai ter candidatura própria. Se fosse lançar um nome outra dúvida seria quem o partido deveria lançar? O ex-vereador Rogério Meneses é sempre apontado como um possível pré-candidato, mas sofre resistência, principalmente dos governistas.

O presidente da legenda seria outro provável postulante, mas a unidade dentro do partido seria algo muito complicado e dificilmente Lira seria o prefeiturável. Se o partido decidir apoiar um candidato vai ser outro moído. O presidente da legenda aqui em Caruaru já anunciou que o PT só apoia um candidato que esteja alinhado com o governo Dilma e cita a eleição de 2014, quando todas as lideranças da cidade votaram em Marina Silva no primeiro turno e Aécio Neves no segundo.

O caminho natural do PT seria apoiar o candidato indicado pelo senador Douglas Cintra. Mas ainda a conversa sobre o apoio ao delegado Erick Lessa ainda vai ocorrer. Para tentar voltar a ter um vereador na Câmara o caminho do PT também é complicado. Como os companheiros não conseguem a unidade em torno de um nome para entrar na disputa, candidaturas como as do professor Daniel Finizola e do próprio Rogério Meneses vão disputar os votos, um risco para evitar que o PT consiga uma vaga na Casa Legislativa. As articulações seguem ocorrendo, mas diante do atual cenário, a tendência é que o PT apoie mesmo algum nome e possa priorizar á Câmara. A conferir.

DEFENSOR – Com pouca gente para sair em defesa do PT diante do desgaste que a legenda, o secretário de Participação Social, Leonardo Bulhões, é uma das vozes mais atuantes para defender o governo de Dilma aqui em Caruaru. Ele usa as redes sociais para defender o legado de Lula e Dilma, até mais que muitos petistas.

REFORÇO – O ex-prefeito do Recife, João Paulo, confirmou para o dia 3 de março a filiação da vereadora Marília Arraes no PT. A prima de Eduardo Campos detona o PSB e não tem como ficar mais na legenda socialista. Marília é hoje uma das maiores críticas do PSB e não poupou nem o primo, João Campos, que foi nomeado recentemente como chefe de Gabinete do governador Paulo Câmara.

ADIADO – O almoço para que o PSDB de Caruaru possa marcar território para a eleição desse ano foi adiado. O evento iria ocorrer amanhã e ficou para o dia 2 de março. Na ocasião, o presidente estadual da legenda, deputado Antônio Moraes, vem a cidade para manter o apoio aos tucanos. O empresário Manoel Santos é o mais cotado para sair como candidato do PSDB a prefeito de Caruaru.

CONTRA A CORRUPÇÃO – Quem ainda não manifestou apoio à campanha nacional de combate à corrupção lançada ano passado pelo Ministério Público Federal, e quiser assinar a ficha em defesa das medidas propostas, deve se apressar. A campanha conseguiu arrecadar, até agora, mais de 1,4 milhão assinaturas, um número bem próximo da meta mínima estabelecida, que é de 1,5 milhão de assinaturas em todo Brasil.

RANKING – Pernambuco é atualmente o 19º estado com maior quantidade de assinaturas recolhidas, proporcionalmente ao número de eleitores (37.284), sendo o 2º na região Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia (39.978). Faltam menos de 67.000 assinaturas para que o projeto de Lei, que propõe medidas mais rígidas de combate à corrupção, seja protocolado no Congresso Nacional ainda no início desse primeiro semestre. As sugestões, a ficha de assinatura e o assinômetro com os dados de cada estado, estão disponíveis no site www.10medidas.mpf.mp.br.

TREMOR – Tendo em vista a intensa atividade sísmica no dia de ontem os técnicos da Univeridade Federal do Rio Grande do Norte, Eduardo Menezes e Flauber, irão hoje até São Caetano, para verificarem os efeitos dos tremores e darem os esclarecimentos necessários, em colaboração com a Defesa Civil. O tremor de ontem assustou a população de Caruaru e região, atingindo uma magnitude de 3.8.

REUNIÃO – Representantes de vários partidos se reuniram para debater a possibilidade de uma aliança para a eleição desse ano. Estiveram no encontro os pré-candidatos a prefeito: Eduardo Mendonça (PMN), Eduardo Guerra (PSOL), Diogo Cantarelli (sem partido), além dos membros da Rede, Marcílio Cumaru e Isaac Albuquerque. Os frutos desse encontro são uma incógnita.

JORNAL DAS 7 – E na entrevista de hoje no Jornal das 7, em pauta a situação do projeto Revitalino, no Alto do Moura. Recebo no estúdio o secretário de Infraestrutura de Caruaru, Bruno Lagos. Ele vem falar sobre a situação e rebater as críticas do presidente da Associação dos Moradores do Bairro, Aldir José. A partir de 7h na Globo FM 89,9. Você pode ouvir ainda pelo www.globofm89.com.br ou no Tune In.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro