22 de maio de 2012 às 11h40min - Por Mário Flávio

Sabemos que o Partido dos Trabalhadores quando oposição a tudo e a todos(era assim que se comportavam), defendia uma bandeira e quando passou a governar o país, passou a defender outra bandeira. O discurso e comportamento do PT de ontem nem se compara com suas práticas e costumes de hoje.

Os brasileiros quando confiram no então candidato do PT, o sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva, pensava que ele na condição de Presidente da República Federativa do Brasil iria pôr em prática tudo àquilo que defendia, mas o resultado disso foi frustrante. As propostas do partido só atenderam e atendem a interesses pessoais e obscuros, cujo quais são defendidas abertamente pela cúpula do partido.

Em Pernambuco, no ano 2008 o então prefeito da capital Pernambucana, João Paulo(PT), com a experiência política que adquiriu com o passar dos anos, articulou com a cúpula de seu partido e toda coligação e criou uma criatura que futuramente iria lhe envenenar, daí surge João da Costa. João da Costa foi eleito prefeito do Recife com o apoio de TODOS do partido e não fez uma boa administração, desagradando assim o seu criador, o hoje deputado federal João Paulo.

O prefeito eleito em 2008 não conseguiu supri ou atender as necessidades dos interesses pessoais do ex-prefeito e autor de sua existência na política, e assim começa outra grande história. Quando João Paulo viu que não tinha feito um bom negócio criando João da Costa, rapidamente mudou de idéia, matou aquela sua criação de 2008 e encontrou um grande inimigo na política, o agora prefeito João da Costa.

As prévias do PT na capital pernambucana foi o assunto político nacional durante todo o final de semana. O deputado Mauricio Rands(Candidato do senador Humberto Costa e do deputado João Paulo) foi derrotado pelo prefeito com placar apertadíssimo e não satisfeito com o resultado das prévias, o senador Humberto Costa não ficou parado e quer que tenha outra eleição. É cobra engolido cobra meu amigo.

Na verdade, o que podemos verificar nitidamente em todo esse episódio do PT pernambucano, é que não é discutido a questão dos problemas da cidade do Recife, porém existe uma preocupação maior, que é o de não perder o PODER. Venhamos e convenhamos, esse é o único propósito do PT nos últimos anos, a ideologia que era defendida por aquele sindicalista conhecido popularmente como Lula, foi vencido pelo desejo demasiado do poder e das trocas de favores.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro