27 de abril de 2012 às 09h26min - Por Mário Flávio

A revista Fórum deste mês de abril trata de um tema alarmante: o crescimento da influência religiosa (evangélica) na política brasileira. “Nos últimos meses, os evangélicos têm aparecido cada vez mais no cenário político e nas manchetes dos noticiários, ostentando grande capacidade de interferir nas decisões políticas”, inicia a matéria.

Vamos acompanhar mais alguns dados recentes: Você lembra a nomeação, pela presidenta Dilma Rousseff, do senador Marcelo Crivella para o Ministério da Pesca? Você sabia que segundo o site observador político 4 entre 10 parlamentares são evangélicos? Isso tudo é algo por si só um fato positivo para a sociedade brasileira? Eu penso que não.

Dos 56 deputados que o blog Frente Parlamentar Evangélica lista como da bancada de evangélicos, 32 (57%) têm pendência na Justiça. Os processos apuram acusações como peculato (furto ou apropriação de bens ou valores públicos), improbidade administrativa, corrupção eleitoral, abuso de poder econômico, sonegação fiscal e formação de quadrilha.

Existem políticos evangélicos que chegam a dizer “Eu sou mesmo fisiologista, mas quem não é?” Mas, nem todos os gatos são pardos.

Também constatamos uma minoria decente. Que busca e parece mesmo não se corromper conseguindo ser uma referência não só pelo não envolvimento em escândalos, mas por uma postura ética que é externada nos seus votos, pronunciamentos e elaboração de projetos que beneficiam o todo da sociedade e não apenas seu reduto de fé.

Prefiro crer que o povo não só está mais bem esclarecido e informado. Também está mais exigente na escolha de seus representantes.

As eleições municipais em todo o país, principalmente deste ano, vão refletir essa “força” do voto evangélico. E Caruaru não foge desta realidade.

No site Presentia eu já publiquei sobre as centenas de igrejas com número expressivo de congregados que nosso município tem e, também dos possíveis pré-candidatos que professam essa fé. Temos ditos há longos anos que não vale a pena se dizer cristão, é necessário analisar o passado, vocação para política, propósitos e planos, vínculos com lideranças eclesiásticas, se é referendado por estas mesmas lideranças, preparo, apoio político-partidário, experiência com eleições, etc.

Hoje já conheço pessoalmente vários líderes eclesiásticos de igrejas de porte que não permitem, de modo prudente e sábio, que qualquer um candidato que se denomine evangélico use do púlpito ou use as dependências de sua comunidade para fazer campanha. Pastores sérios que sabem que não existe vereador evangélico. Existe evangélico que se torna vereador e vai ao legislativo elaborar leis e projetos que beneficiam o todo da sociedade. Pastor ou membro que troca seu voto por material de construção, terreno, concessão de rádio ou outra troca de favores além de se corromper logo cai em descrédito.

Por outro lado ser governante com visão de estado laico, livre de qualquer preconceito racial, religioso, etc, que busque respeitar e reconhecer as virtudes e potencial de contribuição social de cada comunidade, que no caso que destaco hoje, são os evangélicos, este governante se mostra sábio, pois na soma de ações, no voluntariado, nas diversas ramificações do cristianismo existem entidades, grupos e líderes que marcam na história promovendo o bem comum da coletividade, diminuindo os efeitos das drogas, da violência, reestruturando famílias, oportunizando melhoria de vida para muita gente.
MAIOR PÚBLICO DO PÁTIO FOI EM EVENTO EVANGÉLICO

Ontem a tarde o prefeito de Caruaru recebeu no seu gabinete, conforme noticiou este blog, “o bispo Omar Ribeiro, maior liderança em Pernambuco da Igreja Mundial. O religioso, que veio acompanhado de pastores da congregação, agradeceu ao prefeito o apoio que a Igreja recebeu para evento realizado há pouco mais de um mês na Capital do Agreste. A cerimônia reuniu mais de 100 mil pessoas no Pátio do Forró Luiz Lua Gonzaga, um dos maiores públicos da história do lugar.” Assim diz o texto.

JAELCIO TENÓRIO

O apóstolo fez questão de retornar para agradecer porque no dia do evento Queiroz estava fora do Brasil, foi representado pelo seu assessor Jaelcio Tenório, que é pré-candidato ao legislativo pelo PRB. Tenório foi assessor de Wolney Queiroz e já acompanha o grupo há décadas, sendo uma pessoa de total confiança do prefeito, do suplente de senador Douglas Cintra e além de ter também a credibilidade dos pastores e dos evangélicos. Ao longo de quase 30 anos vem atuando no meio cristão como promotor de eventos, diretor e locutor do programa evangélico líder de audiência Espaço Livre e além de bem conceituado tem serviço mostrado. Reunindo todas estas qualidades deverá ter uma votação expressiva que o conduzirá a uma cadeira na câmara. A conferir!

LULA DOUTOR HONORIS CAUSA

Homenagem é atribuída à personalidade que se tenha distinguido pelo saber ou pela atuação em prol das artes, das ciências, da filosofia, das letras ou do melhor entendimento entre os povos. O anúncio foi feito na noite de ontem pelo reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Roberto Salles, que o Conselho Universitário aprovou a concessão do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. A notícia foi dada durante o primeiro dia do Congresso das Américas sobre Educação Internacional (Caei) 2012, que termina hoje (27), em hotel da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

PROFESSOR DEMITIDO NA DITADURA VOLTA PELA JUSTIÇA

O governo do Rio de Janeiro foi condenado a reintegrar o jornalista, professor e líder sindical Roberto Rodrigues da Silva Costa, demitido do serviço público durante o regime militar. A decisão, por votação unânime, é da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. Roberto foi confundido com um homônimo que respondia a processo militar na Auditoria da Marinha. Depois de ser preso na década de 70, pelos órgãos de repressão do regime militar, foi obrigado a se afastar das atividades profissionais e viver na clandestinidade. Por causa do desaparecimento foi demitido do serviço público por abandono do cargo de professor.

STF APROVA COTAS

Por unanimidade, na noite de ontem, o plenário do Supremo Tribunal Federal declarou constitucional a reserva de cotas para negros e demais afrodescendentes em universidades públicas, ao concluir o julgamento da arguição de descumprimento de preceito fundamental (ADPF 186), ajuizada em 2009 pelo DEM, contra a instituição do sistema de cotas raciais pela Universidade de Brasília.

Joaquim Barbosa – O único ministro negro do STF afirmou que nada tinha a acrescentar ao “excelente e abrangente” voto do ministro-relator, “que esgotou o tema”. Ele comentou ser a discriminação um “componente indissociável do gênero humano que vem da competição”. E que as ações afirmativas têm como objetivo “quebrar uma dinâmica perversa”, já que os que sempre se beneficiaram das discriminações de que são vítimas os grupos minoritários, naturalmente, a elas se opõem.

VETA DILMA

Um dia após a aprovação do novo Código Florestal na Câmara dos Deputados, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) declarou que a redação dada pelos deputados “é um imenso retrocesso” em relação ao texto que havia sido elaborado no Senado. Como a proposta ainda vai à sanção da presidente da República, ele disse esperar que Dilma Rousseff vete parte do texto. ONGs e diversos seguimentos da sociedade estão se manifestando em torno do mesmo pedido.

PARABÉNS!

A Jorge Luíz, aniversariando hoje. Amigo ha muitos anos, excelente profissional no jornalismo. Costumo falar e todos que o conhecem sabem bem, é um “menino de ouro”. Deus te guarde e abençoe!!!

PARA REFLETIR

Uma frase do Jorginho mesmo: “Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares, em todos os tempos, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder faça o BEM!”

 

Paulo Nailson é militante político com atuação em movimentos sociais, Membro da Articulação Agreste do Fórum de Reforma Urbana (FERU-PE) e Articulador Social do MTST. Edita a publicação cristã Presentia. Foi filiado ao PT por mais de 10 anos. Cursa Serviço Social


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro