14 de fevereiro de 2013 às 10h25min - Por Mário Flávio

“É hora de agir pelos nossos sonhos” discursou Marina Silva durante o Encontro Por Uma Nova Política, realizado dia 7 de julho de 2011, no Espaço Crisantempo em São Paulo. Discurso longo que marcava o surgimento de um novo movimento: SONHÁTICOS. Ela encerrou entre aplausos eufóricos e entusiasmados com a frase que daria mais força ao grupo:

– “Não é hora de ser pragmático, é hora de ser sonhático e de agir pelos nossos sonhos.” Criava-se então uma rede de diálogo pela internet com membros que se espalhavam pelo Brasil. Não importava se o indivíduo tinha ou não partido, as afinidades com os ideais do grupo era o critério para adesão. Grupo que eu passei a fazer parte desde o dia dois de dezembro daquele mesmo ano.

Quando já não estava mais filiado ao PT, passando a integrar o pequeno e recém-formado grupo em Pernambuco.
Atualmente há 12 grupos regionais em nosso estado, nas mais diversas regiões, e uma representação à caminho de Brasília, onde dia 16 deve ser lançada a legenda, incluindo Rivaldo Soares (deve estar ainda sub-judice no PMDB).

Foram várias sugestões para o nome, entre elas aqui em Pernambuco sugeriram Partido UMS – União por um Movimento Sustentável, OS – Partido da Sustentabilidade, UMP – União Por Um Movimento Popular. Nacionalmente teve SEMEAR, GAIA, PLURAL, PARTIDO DA TERRA, BRASIL VIVO e o mais recentemente divulgado na mídia REDE, o que se sabe é que só no encontro é que será definido pelo coletivo presente.

PESQUISA FAVORECE MARINA – No dia 28 de janeiro, o Blog do Magno Martins mostrou pesquisa divulgada por Ilimar Franco, do Globo, levantamento feito pelo Instituto Ipesp (encomendada pelo PV) sobre a sucessão presidencial mostrava num primeiro cenário: Dilma (PT), 57%; Aécio Neves (PSDB) 18%; e, Fernando Gabeira (PV), 10%. O segundo cenário: Dilma, 42%; Marina Silva (sem partido), 32%; Aécio, 12%; e, Gabeira, 4%. O terceiro cenário: Dilma, 39%; Marina, 35%; Aécio, 12%; e, Eduardo Campos (PSB), 4%.

Nas primeiras discussões que agregaram muitos afins a pauta tinha assuntos como INTOLERÂNCIA COM A CORRUPÇÃO, DEMOCRACIA INTERNA, FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHA, SUSTENTABILIDADE (LIMITES AO PODER DO CAPITAL), FIM DO PROFISSIONALISMO POLÍTICO (FORMAS DE CONTROLE), SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSAL, GRATUITO E DE QUALIDADE.
Não sei como vai ser daqui pra frente. Se pessoas que pensam e que tem agires semelhantes voltados à boa política vão permanecer ou não.

OS DILEMAS -Não é fácil conduzir um partido, seja ele qual for com caciques como donos ou com composição mais complicada como nos de base socialistas, que pretendem manter decisões na esfera horizontal. Os filiados são dos mais diversos tipos: os que têm objetivo de ampliar a propaganda partidária; os manipulados por interesses externos; outros apenas olham o desenrolar dos acontecimentos sem interagir; há ainda os extremados. Marina tem controle sobre personalidades de expressão política, mas conseguirá manter o mesmo cuidado com os estados e municípios?

“Manter a coerência e seguir em frente”, palavras ditas naquele primeiro discurso de Marina, precisam agora mais que nunca ser trazidas a realidade. Se os Sonháticos conseguirão isso enquanto partido é uma questão que só o tempo vai mostrar. Apesar de entender que a realidade dos fatos é desanimadora, minha torcida é que consigam sucesso, para o bem dos muitos brasileiros que veem na política nada mais que um triste pesadelo. Que a “nova política” deste partido novo, gerado nas bases de movimento torne-se relevante nesta fase mais intrigante e delicada, e não se perca ao caminhar como outros semelhantes o fizeram.

I Seminário Nordeste da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação – Acontecerá de 22 a 24 de abril em Fortaleza, Ceará. Será um encontro de caráter regional para compartilhamento de experiências da diversas frentes que atuam buscando fiscalizar e monitorar gestores públicos. Mais informações: redebrasileirademea.ning.com

O MAIOR PROTESTO DO MUNDO – Em 16 de fevereiro de 2003 uma manifestação reuniu entre 8 e 30 milhões de pessoas saindo às ruas em mais de 600 cidades do mundo contra os preparativos da invasão do Iraque pelos Estados Unidos. Foram 3 milhões em Roma, 1,3 em Barcelona, 1 milhão em Londres, 700 mil em Madri, 500 mil em Berlim, 100 mil em Paris, NY e Los Angeles e 40 mil em São Paulo.

CAMILO VIVE – na mesma dada, em 1966, morria em combate na Colômbia o jovem padre guerrilheiro Camilo Torres. É dele o pensamento que deixo aqui: “ Ao analisar a sociedade colombiana, me tornei consciente da necessidade de uma revolução para alimentar os famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus e fazer o bem-estar da maioria do nosso povo, só através dela poderemos realizar o amor que os homens devem ter pelo seu próximo”.

*Paulo Nailson é dirigente político com atuação em movimentos sociais, Cursa Serviço Social. Membro da Articulação Agreste do Fórum de Reforma Urbana (FERU-PE) e Articulador Social do MTST. Edita a publicação cristã Presentia. Foi dirigente no PT municipal por mais de 10 anos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro