24 de maio de 2012 às 19h20min - Por Mário Flávio

A Câmara Municipal de Vereadores de Caruaru, pós Manoel Teixeira, com o advento da legislatura do violeiro Rogério Meneses e agora com Lícius Cavalcanti, teve uma significativa evolução do ponto de vista de debates e da coerência com a Casa. Dentro desse amadurecimento político, se encaixa o Projeto de Criação do Parlamento Jovem de Caruaru, instituído pelo Projeto de Resolução de Número 635/2012, de autoria do Vereador Diogo Cantarelli.

Projeto aprovado por quase unanimidade, apesar do interesse explicito do Governo Municipal de reprovar tal ideia, uma das mais sábias apresentadas nesta gestão. A divisão dos segmentos também foi uma constante que primou pela democracia ampla, englobando vários setores esquecidos pela sociedade e pelo poder público.

Depois de uma ampla divulgação nas mídias (a nível municipal e estadual) sobre as inscrições do PJC, findaram-se semana passada, os ingressos nesta primeira edição. E o curioso, é que o Conselho Municipal de Juventude da Prefeitura de Caruaru foi a ÚNICA vaga em aberto que ficou. Levando em consideração que o próprio autor do Projeto, Cantarelli, apresentou na Diretoria de Juventude, a proposta, Edital e esclarecimentos sobre o devido processo eleitoral.

Só para lembrar, o Conselho Municipal de Juventude foi eleito em 16 de fevereiro de 2011, ou seja, mais de um ano de criação e a Diretoria de Juventude da Prefeitura, pasta responsável pela manutenção do Conselho, não se interessou para homologação ou eleição de sua diretoria executiva.

Além da falta de organização da Diretoria de Juventude, não foi convocado e nem inscrito, nenhum membro para a vaga nesta primeira edição do PJC, comprovando assim, o imenso vazio no quesito JUVENTUDE, que estamos acostumados, no que se diz respeito no setor juvenil desta gestão.

Para finalizar, fica minha “vergonha alheia” para o desastre gerencial que se transformou a pasta responsável pelo segmento de jovens da atual gestão do Prefeito José Queiroz de Lima. Quem perde com isso? A juventude caruaruense, que além de esquecida é a que mais rejeita (em dados das pesquisas) o atual Executivo Municipal.

Jefferson Paz é Secretário-Geral da JPMDB.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro