29 de dezembro de 2015 às 08h37min - Por Mário Flávio

A secretaria de Defesa Social desencadeou nesta terça-feira (29/12), a Operação “Caça-níquel”. A ação acontece no Recife e Região Metropolitana, onde as diligências estão acontecendo e tem por objetivo dar cumprimento a 15 mandados de prisão e 26 mandados de busca e apreensão contra integrantes de uma organização criminosa com a participação de policiais militares que exigiam contrapartida em dinheiro para não coibirem o crime de exploração de jogos de azar em todo Recife e Região Metropolitana, especialmente sobretudo utilizando máquinas caça-níquel.

A ação consistia na exigência de pagamento semanal de “propina” para permitir a continuidade do funcionamento e exploração de jogos de azar. Caso houvesse recusa, o proprietário seria alvo de violência e tinha suas máquinas subtraídas pelos integrantes da organização.

A operação foi coordenada pela Chefia de Polícia Civil de Pernambuco que na execução dos trabalhos contou com a participação de 170 (cento e setenta) policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, 80 policiais militares, entre oficiais e praças, 03 (três) bombeiros militares e 02 (dois) peritos criminais.

As investigações tiveram início em maio/2015, sendo presididas pelos Delegados Manuel Martins, Titular da 3ª Delegacia Seccional e Derivaldo Falcão, Titular da Delegacia do Ibura, com assessoria do Núcleo de Inteligência da DIM e apoio da DINTEL, sob a supervisão do Diretor Joselito Kehrle do Amaral, da Diretoria Integrada Metropolitana.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro