10 de janeiro de 2018 às 19h35min - Por Mário Flávio

Oito das 18 empresas estatais dependentes do Governo Federal tiveram um prejuízo que ultrapassa os R$ 12,7 milhões entre 2015 e 2016. A informação faz parte do levantamento feito pela Instituição Fiscal Independente (IFI), do Senado Federal, que analisou o desempenho de 149 empresas controladas com dinheiro público.

O Grupo Hospitalar Conceição (GHC), do Rio Grande do Sul, é o que apresentou os piores resultados nos últimos dois anos, com um patrimônio líquido negativo de quase R$ 3 milhões em 2015 e de R$ 2,6 milhões no ano seguinte. Segundo a IFI, a empresa depende integralmente da verba da União para se manter em atividade e recebeu quase R$ 1,2 milhões dos cofres do governo.

A segunda empresa que mais apresentou resultados negativos foi a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba. A União participa de 99% da receita da empresa, que apresentou um prejuízo de mais de R$ 4,4 milhões em 2015 e 2016.

O analista da IFI, Josué Pellegrini, explica que o principal objetivo do estudo é registrar tudo aquilo que seja ligado ao âmbito fiscal, como receitas, gastos e dívidas.

“Em algum momento a IFI vai acabar tocando em todos os assuntos que tem a ver com isso. As estatais com certeza estão nessa competência fiscal, porque no caso elas causam impactos em despesas da União.”

O estudo indicou ainda que das 18 estatais dependentes da União, 13 utilizaram o montante para quitar mais de 90% das despesas. Além disso, 92% do valor total (R$ 16,7 milhões) de receita das 18 empresas saíram do orçamento público em 2016.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro