20 de junho de 2013 às 15h37min - Por Mário Flávio

Durante nesta quinta-feira (20), o Recife se mobiliza em uma manifestação popular que adere aos protestos vistos em diversas cidades brasileiras, nas últimas semanas. A concentração está prevista para as 16h, na Praça do Derby, mas pessoas já começam a se encaminhar para o local. Há possibilidade de os manifestantes seguirem pela Avenida Conde da Boa Vista ou pela Agamenon Magalhães. A Secretaria de Defesa Social organizou junto com a Prefeitura do Recife um esquema especial para acompanhar a manifestação, envolvendo mil homens, entre policiais civis, militares e bombeiros.

A concentração para o protesto mudou o trânsito, às 15h30, no Centro do Recife. Na Avenida Conde da Boa Vista, muitos lojistas fecharam as portas para os manifestantes passarem tranquilamente. Toda a via foi monitorada por policiais militares e agentes da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano. Muitos participantes utilizam a Avenida Conde da Boa Vista como rota de acesso à Praça do Derby, ponto de encontro dos manifestantes. No entanto, há pessoas soltando rojões de São João e assustando quem passa.

Na quarta (19), a Emlurb, órgão responsável pela limpeza urbana do Recife, realizou nesta quarta-feira uma operação para retirar entulho dos principais pontos do trajeto da manifestação na capital. O objetivo é evitar acidentes e transtornos em locais como a Praça do Derby, a Avenida Conde da Boa Vista e ruas do entorno e o Marco Zero. O órgão realizará outra operação de limpeza após o fim do protesto.

TENSÕES

Houve um rápido confronto no início da concentração no final da Praça do Derby. Um grupo que se auto-intitula AL33, que defende a legalização da maconha, não aceitou as bandeiras de luta do Movimento da Juventude Popular Revolucionaria, que pedia melhorias para a educação. O tumulto só cessou quando os Movimento da Juventude aceitou baixar a bandeira.

A manifestação não ficou livre de incidentes. Um grupo de manifestantes com o rosto coberto disparou um rojão em um apartamento localizado no edifício Tabira, na Avenida Conde da Boa Vista, na área central do Recife, próximo ao Banco Bradesco. O disparo chegou a entrar na residência e foi efetuado depois que jogaram água do edifício para os manifestantes que passam na via. Não há informações de feridos e no momento do ocorrido, a Polícia Militar não estava no local. A movimentação já chegou na Ponte Duarte Coelho, próximo à Avenida Guararapes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro