11 de setembro de 2012 às 14h41min - Por Mário Flávio

20120911-144107.jpg

O deputado Tony Gel (DEM) denunciou, hoje (11) da tribuna da Assembleia, que servidoras municipais de Caruaru que ocupam cargos comissionados ou são contratadas por empresas terceirizadas estão sendo constrangidas para participar de caminhada do prefeito Zé Queiroz, candidato à reeleição, marcada para esta quarta-feira, com a presença do governador Eduardo Campos e a primeira dama Renata Campos.

“Tenho certeza que o governador e Renata ao tomarem conhecimento dessa denúncia não vão querer participar de uma caminhada ao lado de mulheres que estão sendo escravizadas pelo candidato Zé Queiroz”, disse Tony Gel. Ele ressaltou em seguida que, além de constranger as servidoras para participar do evento, o prefeito ainda exige que elas vistam camisas com dizeres da campanha.

Tony Gel disse em seguida que o assédio moral praticado pelo prefeito Zé Queiroz foi denunciado pelo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Caruaru (Sismuc) Eduardo Mendonça, que vai tomar as providências cabíveis para proteger as servidoras que estão sendo pressionadas: “Antigamente isso era chamado de escravidão, mas hoje é assédio moral mesmo”, afirmou o deputado.

E finalizou dizendo que o setor jurídico da campanha da candidata Miriam Lacerda (DEM), que disputa a Prefeitura de Caruaru, levará o caso ao Ministério Público e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para que os responsáveis pelo assédio moral às servidoras sejam punidos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro