3 de fevereiro de 2021 às 11h32min - Por Mário Flávio

Aumentou para três o número de mortes entre os 26 pacientes com covid-19 que foram transferidos de Manaus para o Recife, devido ao colapso do sistema de saúde no Amazonas. Uma mulher de 53 anos que estava internada no Hospital das Clínicas (HC), na Zona Oeste da capital pernambucana, morreu nesta terça-feira (2).

O primeiro óbito ocorreu na quarta-feira (27), também no Hospital das Clínicas. O segundo aconteceu um dia depois, na quinta-feira (28), no Hospital de Referência à covid-19 – unidade Boa Viagem (antigo Alfa), na Zona Sul do Recife.

De acordo com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), empresa estatal que gerencia o HC, a mulher chegou ao hospital no dia 26 e estava em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde então. Apesar dos esforços da equipe médica, ela não resistiu e morreu.

“O HC-UFPE e a Rede Ebserh se solidarizam pela perda. O HC continuará sua atuação comprometida no enfrentamento da Covid-19 e reitera o empenho de todos os profissionais envolvidos”, disse o hospital, por meio de nota.

Também nesta terça-feira, houve mais duas altas hospitalares: a professora Damiana da Costa Leite, 45 anos, e o vigilante Pedro José Feliz Ávila, 59 anos.

A mulher chegou ao hospital universitário no dia 26 e o homem, em 23 de janeiro. Ambos tinham dificuldade para respirar e ficaram internados na Enfermaria de Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP).

O Hospital das Clínicas recebeu, inicialmente, 13 pacientes, enquanto o antigo Alfa recebeu mais 13. Com as duas altas desta terça-feira, subiu para 11 o numero de pacientes curados nos dois hospitais.

Atualmente, HC tem três pacientes transferidos de Manaus em tratamento, sendo dois em UTI e um na Enfermaria de DIP. O Governo de Pernambuco não divulgou, nesta terça, a situação dos pacientes internados no antigo Alfa.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro