23 de janeiro de 2021 às 07h25min - Por Mário Flávio

A partir da próxima segunda-feira (25/1), o Moda Center Santa Cruz passa a ser mais rigoroso na cobrança e fiscalização do protocolo geral e específico de segurança baseados em distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. O cenário de crescimento do número de casos no Agreste e em todo o país, o alerta das autoridades quanto à possibilidade de novo fechamento do empreendimento e a falta de colaboração das pessoas no respeito aos protocolos levaram o centro atacadista a tomar essa decisão.

Entre as medidas que serão tomadas estão a volta das barreiras de controle de acesso do público à área dos boxes e lojas; aplicação de álcool 70% nas mãos e aferição de temperatura na entrada (só será permitida a entrada de quem estiver com a temperatura em até 37.4°C). Também haverá ainda mais rigor na fiscalização para que se evitem aglomerações, especialmente no interior dos pontos comerciais. Só será permitida a entrada, a circulação e a permanência dentro do centro atacadista comerciantes e clientes que estiverem usando máscara.

Para o síndico do Moda Center Santa Cruz, se cada um não fizer a sua parte, as medidas precisarão ser ainda mais drásticas, podendo levar a um novo período de incalculáveis prejuízos econômicos para todos caso haja um novo fechamento do empreendimento. “Pedimos a todos os frequentadores do Moda Center que continuem se tornando agentes de proteção contra a Covid-19. Vamos ser cada vez mais cuidadosos conosco e com os outros. A pandemia não acabou e ainda não temos previsão de quando haverá vacinação em massa. Clientes, condôminos, vendedores, organizadores de viagens, entregadores: todos que estão aqui no dia a dia precisam colaborar para manter o distanciamento e usar máscara rigorosamente”, alerta José Gomes Filho, síndico do Moda Center.

Desde a reabertura, em agosto de 2020, 20 pias com sabão e toalhas de papel estão instaladas ao longo das laterais e nos corredores principais para que os clientes possam realizar a higienização das mãos. As lojas e boxes foram orientados a disponibilizar álcool em gel para os clientes. O centro atacadista já disponibilizava álcool em gel nos locais onde recebe o público, como o Serviço de Atendimento ao Condômino (SAC) e recepção do Centro Administrativo. As medidas previstas podem ser complementadas e/ou alteradas a qualquer momento se houverem novas orientações dos órgãos competentes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro