19 de fevereiro de 2013 às 09h45min - Por Mário Flávio

20130219-094435.jpg

Está confirmada para esta quarta às 19h40 na Igreja do Rosário a Missa de Sétimo dia em homenagem ao ex-ministro da Justiça Fernando Lyra, que faleceu na última quinta-feira (14). Além dos familiares, políticos e amigos, a celebração religiosa deve contar com a presença do governador Eduardo Campos (PSB), que confirma ainda hoje se virá a Caruaru. O socialista era amigo pessoal de Fernando, que era uma espécie de conselheiro dele. Além disso, Lyra foi um dos grandes incentivadores da candidatura de Eduardo ao governo de Pernambuco e foi o responsável pela indicação de João Lyra, irmão dele, para compor a chapa ao lado de Eduardo.

Ele também defendia abertamente a candidatura de Campos para presidente em 2014.

Após 47 dias internado, Fernando Lyra morreu em decorrência de falência múltipla dos órgãos. Ele sofria de grave cardiopatia. Lyra militou por mais de 40 anos na vida pública, iniciada em 1966, como deputado estadual por Pernambuco. Foi ativo no combate à ditadura militar e exerceu sete mandatos de deputado federal (1970–1998) e um de deputado estadual (1966-1970). Grande articulador político, foi um dos principais organizadores da candidatura de Tancredo Neves à presidência da República, no ocaso do regime militar. No início do governo de José Sarney (1985-1990), ocupou o cargo de ministro da Justiça. Foi filiado ao PMDB, ao PDT e ao PSB.

Filho de João Soares Lyra Filho e Guiomar Farias Lyra, ele nasceu em Recife, a 8 de outubro de 1938. Em 1964, formou-se em direito pela Faculdade de Direito de Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro