31 de março de 2018 às 17h28min - Por Mário Flávio

Uma das prioridades para a educação em 2018 é a homologação da Base Nacional Comum Curricular, documento que estabelece parâmetros para escolas de todo o país. De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, o governo deverá entregar na próxima terça-feira (3) a BNCC do Ensino Médio ao Conselho Nacional de Educação (CNE).

O documento tem que ser analisado e aprovado, antes de começar a valer. A expectativa é que ele esteja pronto para ser aplicado nas escolas em 2019. A entrega da Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio deve ser um dos últimos atos de Mendonça Filho como ministro da Educação, já que ele deixará o cargo para concorrer às eleições de outubro.

Na prática, o documento servirá de referência para os conhecimentos indispensáveis a alunos do ensino médio, independentemente de origem, classe social ou local de estudo. O objetivo é melhorar a qualidade do ensino regular em todo o país, como explica o ministro Mendonça Filho.

“O que muda é que você vai ter um padrão de melhor qualidade, assegurando currículos com o mesmo nível em termos de objetivos de aprendizagem, do Sul ao Norte, do Nordeste ao Centro-Oeste; ou seja, o Brasil consegue definir um padrão curricular que vai elevar a qualidade da educação básica, a partir da implementação na ponta por parte dos estados e municípios.”

A implantação de uma Base Nacional Comum Curricular está prevista na Constituição e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (1996). No fim do ano passado, a BNCC da educação básica foi homologada pelo Ministério da Educação. Na diretriz para o ensino médio, ainda haverá uma plataforma de consulta pública para colher sugestões para a novo documento.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro