5 de janeiro de 2021 às 15h30min - Por Mário Flávio


A deputada federal Marília Arraes (PT) solicitou ao Ministério da Saúde, através de um ofício encaminhado ao Ministro Eduardo Pazuello, o envio para Pernambuco de uma parte dos quase sete milhões de testes do tipo RT-PCR que não foram utilizados pelo Governo Federal durante o ano de 2020 no combate à pandemia do Coronavírus. Os testes estão guardados em um galpão, em São Paulo, desde o ano passado. Por motivos até o momento não esclarecidos pelo Governo Federal, o material não foi enviado aos municípios e estados e está próximo de perder a validade.

Diante do aumento do número de casos em Pernambuco e da defasagem da testagem no Estado, Marília acredita que o envio desses testes será fundamental para impedir que mais pessoas sejam contaminadas. “Nosso sistema de saúde está sobrecarregado e a testagem precoce permite que menos assintomáticos transitem pelas ruas.”

“Não podemos esperar, de braços cruzados, que um insumo tão essencial no combate à pandemia da Covid-19 simplesmente seja perdido. Houve um problema grave de logística, de planejamento, de organização e o Governo Federal precisa explicar isso. Mas independentemente disso, temos que garantir que este material seja aproveitado da forma correta, auxiliando na detecção de novos casos da doença. Pernambuco tem sofrido bastante com a falta de testes e nada mais coerente que como parlamentar pernambucana eu faça essa solicitação, em caráter de urgência”, destacou a parlamentar.

O pedido feito pela deputada Marília Arraes é respaldado por uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que permitiu o uso dos quase 7 milhões de testes por mais quatro meses. O anúncio da Anvisa aconteceu durante uma audiência na Câmara dos Deputados ainda no mês de dezembro. Os testes passarão por uma análise mensal de qualidade antes de utilizados na população.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro