19 de junho de 2018 às 11h50min - Por Mário Flávio

Em coletiva de imprensa a pré-candidata ao governo de Pernambuco pelo PT, Marília Arraes, apresentou o nome do deputado federal Silvio Costa (Avante), como pré-candidato dela ao senado. A petista disse que conversou há dez dias com a presidente nacional do partido, Gleise Hoffman, e garantiu que vários nomes da Executiva nacional do partido estão com ela para confirmar o nome para a disputa.

No entanto, não houve a confirmação da candidatura. “Nossa pré-candidatura está em discussão no partido e recebemos com muita alegria o apoio do deputado Silvio Costa”, disse. O ex-deputado federal Fernando Ferro e a deputada estadual Teresa Leitão também compuseram a mesa.

Na fala, Costa não poupou críticas ao governador Paulo Câmara e citou indiretamente os nomes que o governador vai apresentar para disputar uma vaga na Câmara Alta.

“É um governo mentiroso e que quero que comece o debate. Candidatos ao senado vão ter que explicar o voto em Eduardo Cunha para presidente da Câmara. Isso eles vão ter que explicar”, disse. Sobre o senador Armando Monteiro, que preteriu o nome de Costa para o senado, ele amenizou. “Nós somos amigos faz trinta anos. Ele tem um sonho legítimo de ser governador, como eu tenho de ser senador. Nossa amizade é muito forte, ele tem o direito de fazer as escolhas politicas e eu as minhas”, disse.

Ele ainda foi questionado sobre como fica a relação dele com o filho, Silvio Costa, que é líder da oposição na Assembleia e apoia a pré-candidatura de Armando Monteiro ao governo. “Tenho o privilégio de ter Silvio Costa Filho como meu filho, mas ele tem altivez e autonomia política. Sou presidente de um partido e ele de outro”, relatou.

Ele ainda disse que espera pela vinda do senador Humberto Costa para compor a chapa. “Tenho certeza que Humberto Costa não vai passar pelo constrangimento de se aliar a Jarbas Vasconcelos. A outra vaga do senado será dele, Marília vai convidar e tenho certeza que ele virá”, disse.

Marília Arraes comentou sobre a ausência de Humberto no ato. “Gostaria que o senador estivesse aqui. Ele não precisa do PSB para se eleger, ele é o senador de Lula e tenho certeza que ele será reeleito”, minimizou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro