5 de junho de 2012 às 16h24min - Por Mário Flávio

O advogado Marcílio Cumaru (PV) foi nomeado oficialmente secretário de Meio Ambiente do Recife, no lugar de Marcelo Rodrigues, que vai se concentrar na campanha dos verdes em Caruaru, cumprindo o prazo de descompatibilização. Marcílio é especialista em direito ambiental e auxiliava o então secretário Marcelo na pasta. Ele assume em caráter interino, disse que vai desenvolver um processo de transição para seu substituto, apesar de se sentir gratificado por ter sido nomeado para o cargo.

“Eu já tinha compromissos como advogado e consultor em algumas cidades do interior, então não poderei ficar de forma permanente no cargo, mas me sinto extremamente gratificado por assumir o cargo e até por um compromisso moral, já que eu vinha atuando como diretor ajunto da pasta, vou dar continuidade aos projetos da secretaria, que são inúmeros e vão desde grandes licenças ambientais, em virtude até da Copa do Mundo que se aproxima, até outros aspectos de licenças públicas, que lidam, por exemplo, com a questão da poluição sonora e o fomas sustentáveis de recolhimento de lixo”, explica Marcílio.

Marcílio (ao centro) assume interinamente a Secretaria de Meio Ambiente do Recife - Crédito: Marcelo Rodrigues/arquivopessoal

Além disso, ele enfoca que o que mais pesa, entra as atividades da secretaria, são os critérios de instalação dos grandes empreendimentos em Recife, que devem seguir em concordância com as observações da pasta. “Aqui a responsabilidade é nossa, a gente avalia como a empresa vai se instalar na cidade. Isso é algo muito importante para uma gestão ambiental e que não é uma coisa de outro mundo, um projeto impossível de ser implantado. E é o que falta, por exemplo, para Caruaru, a elaboração de políticas públicas em que seja pautado o desenvolvimento, que deve ser algo sustentável, e não apenas o crescimento, na hora de trazer empresas para a cidade”, ressaltou.

Questão partidária

Além disso, Marcílio também comentou sobre os as especulações que surgiram de que poderia ser contraditória sua indicação, já que ele é um reconhecido oposicionista à base da Frente Popular em Caruaru, e o próprio PV está inclinado ao grupo de Miriam Lacerda na capital do Agreste, mas assume um cargo em uma gestão comandada pelo petista João da Costa. “Eu imaginei que fossem comentar sobre isso, mas o importante é que assumo a secretaria de forma técnica e o prefeito João da Costa ratificou minha nomeação. Eu fiquei muito agradecido a Claudio Ferreira – cunhado de Maurício Rands – porque foi ele que fez a indicação, tem estreitos laços de amizade com Marcelo Rodrigues e confirmou o caráter técnico dessa nomeação”, explicou o advogado.

Na verdade, Marcílio diz que a Secretaria de Meio Ambiente do Recife deve se afastar das questões partidárias. “Uma coisa é fazer política partidária, outra é fazer política público, e eu já vinha fazendo muita política pública com Marcelo na pasta. É preciso separar as coisas. Eu, por exemplo, tenho amigos do PT em Caruaru, mas isso não caracteriza minha postura política”, finalizou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro