25 de outubro de 2013 às 10h25min - Por Mário Flávio

20131025-094428.jpg

Com a ausência do líder do governo na Câmara e silêncio da bancada de situação, coube ao vereador Marcelo Gomes (PSB) sair em defesa das críticas dos vereadores de oposição. Ele pediu cautela aos legisladores e disse que a oposição segue fazendo juízo de valor de situações que ainda não foram definidas pela justiça. Sobre a auditoria na saúde, ele disse que é uma situação normal e que a oposição faz certo sensacionalismo e usou exemplo do ex-prefeito Tony Gel.

“O fato de haver uma auditoria abertura pelo Tribunal de Contas, que é um órgão de controle, não quer dizer que algo está definido. Existem algumas irregularidades formais e materiais, por isso que o Tribunal de Contas aprova algumas situações com ressalvas. Tenho evitado o tempo todo fazer pré-julgamentos na Casa e não emiti posicionamento sobre ex-prefeitos que passaram na cidade, chamando alguém de ladrão ou algo assim e nem vou fazer, mas estou aqui com um documento que vai ser usado na reunião da CPI dos transportes, que vai ser realizada nesta sexta-feira. São vários indícios de irregularidades e nem por isso estou acusando ninguém aqui”, pontuou.

O edil pediu mais cautela nos discursos. “Em outras oportunidades o senhor vereador Evandro, nem poderia fazer pedido de informação, já que é o campeão de pedidos. O que peço aqui é cuidado, já que muitas vezes as palavras colocadas ao vento machucam. Sigo respeitando a todos os políticos de Caruaru, mas se houver condenação, aí sim, vamos trazer esses dados pra cá, porque são reais”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro