26 de junho de 2013 às 17h22min - Por Mário Flávio

Para o novo ato público em Caruaru marcado para a tarde desta quarta-feira (26), a expectativa dos próprios manifestantes é de que haja um público menor do que o que foi estimado pela Polícia Militar no sábado (22), de 5 mil pessoas no centro da cidade. Desta vez, os integrantes do movimento “Não é só pelos centavos”, surgido no Facebook, decidiram se concentrar no Grande Hotel para seguirem o seguinte roteiro: Avenida Cleto Campelo, Rua Capitão João Velho, Rua Vigário Freire, Rua Duque de Caxias, XV de Novembro e por fim, novamente, o Marco Zero.

No contexto

Depois de reunião com secretários, Zé Queiroz anuncia coletiva para se pronunciar sobre manifestações em Caruaru e no Brasil

Alguns manifestantes já começaram antes das 17h horas, mas segundo um dos organizadores do evento no Facebook, Sérgio Rêgo, há uma série de fatores que podem restringir a quantidade de participantes nesse manifesto. “Pela minha perspectiva, não vai ser uma mobilização muito ampla, como foi no sábado, porque é dia de semana, tem o pessoal que trabalha, estuda e também porque não é algo histórico realizar esse tipo de movimento em Caruaru. Ainda assim, esperamos que aos poucos, as pessoas cheguem para participar e aderir à mobilizações, pois estamos dando continuidade às nossas reivindicações”, explicou. No Facebook, pouco mais de 1.500 pessoas confirmaram presença.

Outro ponto destacado por Sérgio é que eles planejam não se desviar das revindicações locais, para que a manifestação não perca o foco. “Já antes das 17h, há uma pequena concentração que se reuniu para discutir como trabalharíamos a pauta do ato de hoje, mas além dos cinco pontos que apresentamos, não é interessante, porque pode acabar esvaziando-se, pela multiplicidade de demanda que existem”, completou.

Enquanto os manifestantes se preparavam para o ato nesta tarde, a prefeitura anunciava, após reunião com secretariado municipal, uma coletiva justamente para que o prefeito se pronunciasse oficialmente sobre as manifestações. No entanto, na reunião com os secretários, o prefeito argumentou que algumas pautas de reivindicações nacionais já teriam sido atendidas no município, como o veto ao aumento da tarifa de transporte público, e planos para mobilidade urbana, a exemplo do BRT, que prevê um Corredor de Transporte Rápido em Caruaru. Sobre essa coletiva, que será realizada na quinta (27), os manifestantes disseram que, até a publicação dessa notícia, ainda não haviam sido comunicados oficialmente. Eles também iriam entregar um ofício reiterando suas reivindicações à prefeitura.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro