8 de outubro de 2013 às 14h25min - Por Mário Flávio

20131008-101156.jpg

O deputado estadual Tony Gel (PMDB) comentou na manhã dessa terça-feira (08) a Medida Provisória (MP) do programa Mais Médicos, do Governo Federal. Em entrevista à CBN Recife, Tony disse que o programa foi mal construído, mas representa um caminho sem volta. A MP será votada hoje, segundo o líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães. “Seria um desastre não aprovar, mas defendo que os médicos devem se submeter ao Revalida, para que o povo tenha mais segurança no atendimento”, afirmou Tony Gel.

De acordo com o deputado, a população carente – que não tem plano de saúde – sofre quando recorre ao sistema público de saúde. “O problema de medicina preventiva no Brasil é muito grave e questões de média e alta complexidade são dificílimas de resolver. Para conseguir uma cirurgia eletiva, muitas vezes a pessoa passa mais de um ano em filas de hospitais”, criticou.

Tony Gel também comentou a minirreforma eleitoral aprovada no Senado e que divide opiniões na Câmara Federal. “O Senado fez um esforço para apresentar uma minirreforma com mudanças pontuais, mas quem está na iminência de renovar um mandato não quer mergulhar no desconhecido. Acredito que uma reforma profunda só deve ser implantada a partir de 2022. Até a próxima eleição, não vai acontecer nada”, enfatizou o deputado, que participou das discussões sobre Reforma Política em Brasília.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro