Luciana Santos faz duras críticas a Marília Arraes durante agenda em Gravatá

Jorge Brandão - 15.09.2022 às 17:55h
Foto: Marcus Mendes

A candidata a vice-governadora Luciana Santos, na chapa de Danilo Cabral ao governo do estado, teceu duras críticas nessa quarta-feira (13) à candidata do Solidariedade, Marília Arraes. Em discurso durante plenária de mulheres com a Frente Popular, ela condenou o fato de a adversária ter se ausentado em votações importantes da Câmara dos Deputados.

“Não basta ser mulher, tem que ser mulher com compromisso com o povo brasileiro. E se ausentar, nos momentos mais importantes, nesse último período de resistência a Bolsonaro, é inaceitável!”, disse a candidata. Luciana lembrou o projeto de lei que permitia a compra da vacina contra a Covid-19 pelo setor privado e ficou conhecido como projeto fura-fila. “Bolsonaro queria aprovar que, quem tivesse dinheiro, pudesse comprar vacina, ia furar a fila da vacina. E se ausentar numa hora como essa é um descompromisso com o povo brasileiro. Infelizmente foi exatamente [o que fez] uma deputada, Marília Arraes, a candidata a governadora de Pernambuco”, afirmou a vice.

Outro tema apontado pela candidata foram as circunstâncias da eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, quando Marília apresentou candidatura na chapa do atual presidente, Arthur Lira, confrontando uma decisão do PT nacional, que tinha candidato próprio.

“A oposição fez uma chapa para derrotar Arthur Lira, mas o que fez a deputada Marília? Derrotou o candidato oficial do PT e foi eleita num acordo com Lira. Então isso é um movimento, um deslocamento do nosso campo, o deslocamento dos nossos compromissos”, colocou Luciana, para então completar sob aplauso dos presentes: “Talvez só isso [ o acordo ] explique tanta ausência nos momentos mais importantes da vida do povo brasileiro nesse ano de resistência a Bolsonaro”.