18 de dezembro de 2020 às 11h05min - Por Mário Flávio

O terceiro lote da Coronavac, com 2 milhões de doses prontas da vacina contra a covid-19, chegou a São Paulo na manhã desta sexta-feira (18).

O Instituto Butantã, que desenvolve o imunizante em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, deve pedir autorização de uso emergencial da Coronavac à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 23 de dezembro.

De acordo com o Governo de São Paulo, com a chegada do novo lote, o Butantã totaliza 3,12 milhões de doses da Coronavac prontas para uso imediato após aprovação da Anvisa, que estabeleceu dez dias para a avaliação do pedido.

As 3,12 milhões de doses já prontas são suficientes para imunizar o primeiro grupo prioritário definido pelo Estado de São Paulo, formado por profissionais de saúde, indígenas e quilombolas, num total de 1,5 milhão de pessoas. A vacina é aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro