5 de março de 2013 às 21h55min - Por Mário Flávio

Além do PT, que emitiu nota de pesar pelo falecimento do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, no fim da tarde dessa terça-feira (05), lideranças de outros partidos de esquerda também se manifestaram sobre a morte do líder de esquerda.

Pelo PCdoB, a líder da legenda na Câmara Federal, deputada Manuela D’Ávila, afirmou: “o nosso partido deseja que o processo de transição na Venezuela siga nos moldes do que vem acontecendo na América Latina e que não haja nenhuma tentativa de golpe por aqueles que no último período torceram todos os dias para que Chávez morresse”. Já o deputado Chico Lopes, do Ceará,  ressaltou: “toda a América Latina se solidariza com o povo venezuelano pela partida de Hugo Chávez. A América Latina perde uma grande liderança, mas tenho confiança que a Venezuela não deverá sofrer problemas para continuar no avanço da unidade progressista da América Latina”.

Para o dirigente do PSOL, Edmilson Rodrigues, o presidente foi responsável por grandes transformações democráticas no país vizinho. “Hugo Chávez radicalizou a democracia na Venezuela. Com ele, o país se transformou na quarta maior economia da América Latina, e conquistou o menor índice de desigualdade do continente. Na saúde, foram construídas mais de 7 mil clínicas populares. Desde 2006, a Venezuela é considerada Território Livre do Analfabetismo, pela Unesco. Por estes e outros motivos, nos solidarizamos com o povo da Venezuela, e temos certeza de que Revolução Bolivariana vai continuar. Pois este é o desejo do povo”, salientou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro