19 de junho de 2015 às 20h53min - Por Mário Flávio

NOTA DO LÍDER DO GOVERNO

“Se a oposição foi visitar a área da Operação Reconstrução ela com certeza encontrou, em primeiro lugar, o maior conjunto de obras de intervenção urbana já realizado em uma região atingida por uma catástrofe climática que se tem notícia. Dos furações que atingem os Estados Unidos às chuvas que castigam estados brasileiros, como o Rio de Janeiro, nenhuma região recebeu um tratamento tão consistente como ocorreu na Zona da Mata do Estado.

Estão aí, a destacar:
371 obras foram concluídas, entre elas, nove hospitais, 548 escolas recuperadas (91 estaduais e 457 municipais); 71 pontes construídas/recuperadas; 1.323 Km estradas vicinais; 281.365 metros quadrados de vias urbanas recuperadas; 123 bueiros recuperados; 63,13 quilômetros de rodovias recuperados; 28 muros de arrimo recuperados; 05 barragens em andamento que beneficiarão 150 mil pessoas em oito municípios da Bacia do Una e requalificação da orla de Palmares, com construção de equipamentos de lazer e esportes.

A segunda situação que a oposição vai encontrar na Operação Reconstrução é a velha conhecida dificuldade de repasses das verbas federais. O caso da moradia de Maraial é um bom exemplo. Lá, no início, a empresa contratada pela Caixa Econômica Federal encontrou dificuldades e não fez o serviço. Agora, para completar, a Caixa Econômica, através do Ofício de número 360/2015, da Superintendência Regional do Centro Oeste de Pernambuco, suspendeu os recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) até a assinatura de um novo contrato”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro