19 de março de 2013 às 09h55min - Por Mário Flávio

O ex-secretário e homem forte do governo na primeira gestão de Zé Queiroz (PDT), Kiko Beltrão, confirmou que está de malas prontas para deixar o PDT. Certeiro nas colocações o ex-vereador deixou clara toda a insatisfação com a direção do partido, que há duas décadas é comandado com mão de ferro pelo prefeito de Caruaru, Zé Queiroz. Segundo ele, a decisão de sair do PDT foi tomada por não mais haver vínculo com o atual Chefe do Executivo.

A desfiliação ocorreu desde a semana passada. “A notícia vazou e é de caráter irrevogável, desde que foi instalada essa nova etapa do governo de Zé Queiroz, a gente ficou sem relação e sem comunicação e principalmente sem afinidade. Sempre fiz política por uma questão de afinidade, já que existia uma relação pessoal, e quando isso foi interrompido não existe mais nenhuma justificativa para que eu fique no PDT, o partido está se desidratando e é de um dono só, isso não é bom e gosto de política e sou daqueles que defende aquela máxima dos que incomodados que se mudem, estou saindo e vou definir qual rumo tomar, mas vou me filiar a um novo partido”, disse o engenheiro.

Mesmo sem citar publicamente o que se comenta nos bastidores é que a saída de Bernardo Lopes da URB foi a gota d’água para o rompimento, já que Beltrão esperava que o mesmo fosse mantido no governo. A entrevista foi concedida no programa Cultura Informa. Durante a gestão passada Kiko Beltrão ocupou as pastas de Infraestrutura e URB e o prefeito Zé Queiroz sempre citou que o engenheiro pensava a cidade 24 horas. Mas o engenheiro disse que vai seguir na política. “Vou contribuir pelas instituições, seja ACIC ou CDL, vou fazer o que sempre fiz, ajudar no crescimento da cidade”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro