5 de janeiro de 2018 às 16h07min - Por Mário Flávio

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, descartou nesta quinta-feira (4) o envio de tropas federais a Porto Alegre no próximo dia 24, data em que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região vai julgar o recurso contra a condenação do ex-presidente Lula a 9 anos e 6 meses de prisão.

Além de não haver necessidade, disse o ministro, só quem pode solicitar tropas federais ao presidente da República é o governador do estado.

No caso de Porto Alegre, o pedido foi feito pelo prefeito Nélson Marchezan Júnior (PSDB) alegando que a capital gaúcha pode transformar-se numa praça de guerra na data do julgamento.

A presença das tropas federais, segundo o prefeito, teria por finalidade “proteger o cidadão e o patrimônio público”.

Isso porque partidos políticos e movimentos sociais estão convocando os seus militantes para participarem de um ato de solidariedade ao ex-presidente da República.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro