12 de março de 2018 às 12h03min - Por Mário Flávio

A juíza da Comarca de Belém de Maria, na Mata sul do Estado, Hydia Virgínia, rejeitou de forma definitiva ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público contra o atual prefeito Rolph Junior, do PTB.

Ano passado Rolph junior foi afastado do cargo por decisão da juíza local, que também determinou na época, o afastamento do secretário de Governo Wilson de Lima e a proibição do ex prefeito Rolph Casale de frequentar a Prefeitura.

Rolph Junior ganhou no Tribunal de Justiça na mesma semana o direito de continuar ocupando o cargo.

Na decisão que rejeita de forma definitiva a ação, a juíza de Belém de Maria diz que Rolph Junior “vem exercendo as obrigações do cargo de prefeito do município de Belém de Maria. Tem comparecido a eventos públicos em que se exige a presença do chefe do Poder Executivo Municipal, bem como representando o Município em reuniões que envolvem outros entes federativos”.

Sobre o ex-prefeito Rolph Casale, pai de Rolph junior, a juíza diz que “não há razão para se impedir a presença dele nas repartições públicas do municipais. Em razão de sua posição e seu parentesco não há nada de anormal em frequentar a Prefeitura, nem mesmo de auxiliar o filho no cargo. Isso porque apesar de sua influência a responsabilidade pelas decisões tomadas e do prefeito”.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro