10 de novembro de 2015 às 10h06min - Por Mário Flávio

Jorge

O vice-prefeito de Caruaru, Jorge Gomes (PSB), quebrou o silêncio depois da decisão tomada pela Executiva Estadual da legenda que deu o comando do partido no município ao grupo Lyra. Durante entrevista ao Jornal das 7 dessa terça-feira (10), o socialista não poupou críticas ao ex-governador João Lyra e a deputada estadual Raquel Lyra, ambos do PSB. Jorge iniciou a fala lembrando que ao invés de buscar um entendimento no âmbito local, preferiu ir ao comando estadual fazendo exigências e ameaças de deixar o partido, caso o desejo deles (João e Raquel) não fossem atendidos. Gomes informou que a deputada Raquel Lyra não quis sequer ter acesso com os nomes dos filiados na comissão municipal.

Gomes declarou também, que em uma das conversas que teve com João Lyra e Raquel Lyra, o ex-governador João Lyra chegou a lhe pedir não de maneira direta, mais indiretamente que o PSB deixasse a base do prefeito, alegando que o projeto do chefe do executivo municipal, era diferente do pensamento dos Lyra. Ele disse ainda que não existe a garantia total da candidatura de Raquel a prefeita pelo PSB.

“Avisamos ao presidente Sileno Guedes que não existe a menor possibilidade de deixar o PSB, apesar de não concordar com a decisão do partido. O prefeito José Queiroz lamentou a decisão do PSB e o presidente Sileno, informou que não existe nenhuma garantia de que Raquel será candidata pelo PSB. E se em abril o partido decidir que a candidata não seja ela? Se a aliança com o PDT for mantida, ela fica no partido? São perguntas que precisam ser respondidas”, ironizou

Em desabafo, Jorge Gomes disse que a unidade que João Lyra tanto prega em torno do nome da sua filha para 2016, deveria ter nascido na eleição de 2012, quando mesmo com o PSB fazendo parte da chapa de José Queiroz ocupando a vice, João Lyra que na época ocupava o cargo de governador, preferiu trabalhar contra, fazendo de tudo para ver Zé Queiroz e Jorge Gomes derrotados.

“Eu e Laura estamos tranquilos e vamos aguardar os acontecimentos. Eu me lembro do que João Campos, filho do saudoso Eduardo Campos me falou na posse do governador Paulo Câmara “Jorge, você faz parte do PSB dos bons e maus tempos. E é esse reconhecimento que me conforta”, disse Jorge Gomes.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro