1 de março de 2012 às 10h11min - Por Mário Flávio

O entravado projeto de fomento à cultura, encaminhado à Câmara Municipal de Caruraru, pelo Poder Executivo no início de fevereiro, teve um desfecho na quarta-feira (29) à noite, em reunião entre o Secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Antonio Ademildo, o Secretário de Comunicação, Aquiles Lopes e artistas locais. O encontro foi realizado na sala de situação do Complexo Administrativo da prefeitura e serviu para revisar a redação final do documento, com os principais tópicos reivindicados pela classe artística da cidade.Dessa forma, o projeto revisado deve ser enviado na próxima terça-feira (6) para votação na câmara.

O principal impasse  girava em torno da carta de exclusividade, que originalmente descrevia que artistas locais cadastrados de acordo com a Lei de fomento deveriam se apresentar em Caruaru com exclusividade, durante festividades, sem autorização para se apresentarem em outras cidades durante um período de seis meses, como está descrito em lei similar do governo estadual. Os artistas queriam adequar esse tópico, que consideraram radical.  A prefeitura reduziu a exigência da carta para dois meses, embora ainda esteja prevista esse período de exigência.

No contexto

Carta de exclusividade barra projeto de fomento à cultura

Após pressão de artistas, prefeitura adia votação de projeto de fomento à cultura

De acordo com Aquiles Lopes,  a prefeitura atendeu os pontos que eram possíveis de concessão. Ele aliás já havia argumentado que a estrutura deste projeto era similar à usada pelo governo de Pernambuco, mas que a prefeitura estava aberta ao diálogo para ouvir os artistas.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro