22 de setembro de 2018 às 17h18min - Por Mário Flávio

Do Blog de Jamildo

Sem a presença do deputado federal e candidato ao Senado Jarbas Vasconcelos (MDB) no ato deste sábado (22), no Centro do Recife, o governador Paulo Câmara (PSB) pediu votos para toda a chapa majoritária com exceção do emedebista. Ao lado do candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, do senador Humberto Costa (PT) e da deputada federal Luciana Santos (PCdoB), o socialista não citou sequer Jarbas em seu discurso, que começou com vaias e gritos de “golpista” vindos da militância petista.

Em sua fala, o governador voltou a criticar o seu principal adversário, o senador Armando Monteiro Neto (PTB), ao afirmar que o petebista e seus aliados “querem fazer aqui em Pernambuco o mesmo mal que fizeram ao Brasil”. “A gente vai eleger Fernando Hadadd, eleger Humberto Costa senador e a gente vai ter a honra de governar Pernambuco por mais quatro anos. Eu e Luciana Santos. Luciana Santos e eu”, afirmou Paulo Câmara.

Ao se dirigir a Fernando Haddad, Paulo prometeu que “não vai faltar empenho” para pedir votos por todo o Estado para o presidenciável, para Humberto e para ele mesmo. “Juntos vamos fazer aquilo que o (ex-) presidente Lula quer: é Fernando Haddad presidente e Paulo governador.

Já Jarbas Vasconcelos, que defende o voto no ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), esteve pela manhã deste sábado em reuniões com grupo políticos em Abreu e Lima e Olinda e durante a tarde gravou para o guia eleitoral. A assessoria de imprensa do deputado disse que ele não iria responder sobre o fato de Paulo não ter pedido votos para ele.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro