1 de dezembro de 2017 às 07h07min - Por Mário Flávio

Jarbas

O senador Romero Jucá deve preparar o lombo para levar pancada do deputado Jarbas Vasconcelos, caso consume o seu intento de dissolver o diretório do Pernambuco a fim de entregar o seu controle ao senador Fernando Bezerra Coelho. Este último já teve oportunidade de dizer que, “politicamente”, a questão está resolvida.

Isto é, ainda que perca a briga jurídica que está sendo travada numa Vara do Recife e em outra de Brasília, a executiva nacional do partido deverá sacramentar no próximo dia 17 o fim do seu “Conselho Político”, que é quem teria competência para intervir nos diretórios estaduais, embora nunca tenha se reunido para este fim. Sendo assim, o que a executiva nacional decidir, estará decidido.

E a maioria dos seus membros já teria tomado a decisão de afastar o vice-governador Raul Henry do comando do partido para entregá-lo ao senador petrolinense. A senadora Kátia Abreu (TO), expulsa do PMDB pelo Conselho de Ética (?) do partido na última quarta-feira, chamou Jucá de “canalha”, “crápula” e “ave de rapina”. Mas como tem coro grosso e está acostumado a levar pancada, silenciou diante das críticas.

É o que deverá fazer também se porventura for atacado por Jarbas e Raul Henry após a provável dissolução do diretório pernambucano.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro