4 de fevereiro de 2014 às 15h00min - Por Mário Flávio
Jajá afirma que não foi o responsável por protelar a Comissão de ética da Câmara

Jajá afirma que não foi o responsável por protelar a Comissão de ética da Câmara

O vereador Jajá (sem partido) quebrou o silêncio e rebateu as afirmações do presidente da Comissão de Ética da Câmara de Caruaru, Ricardo Liberato (PSC), que ele teria atrapalhado no andamento da Comissão de Ética, no caso envolvendo ele e o vereador Romildo Oscar (PTN).

Ele rebateu as informações e soltou a abriu a caixa de ferramentas contra o líder do governo na Câmara. “O que tenho a dizer ao irresponsável do vereador Ricardo Liberato é que ele é imoral. Cheguei a participar da Comissão de ética e cite o nome dele na ata que foi registrada na Câmara, que ele vivia me ameaçando, tentando me chantagear, veio o vereador Zé Ailton e disse que isso não ia dar em nada e pediu para que eu deixasse pra lá, vamos enrolar a população e principalmente a imprensa. Quando tinha reunião a noite na Câmara e ia levar o datashow, o vereador Ricardo Liberato mandava mensagem e pedia para eu maneira e pegar leve, isso ocorreu várias vezes para me intimidar”, disse.

Ele disse ainda que Liberato não tem condições de ficar na presidência da Comissão de ética. “Faltei sim algumas vezes a reunião da Comissão de ética, mas dizer que protelei, isso não é verdade. Ele deveria dar explicações sobre a casa da família alugada a prefeitura e sobre o cargo que ocupa lá sem bater o ponto. Como ele pode falar de ética?”, indagou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro