26 de junho de 2013 às 11h55min - Por Mário Flávio

20130626-100948.jpg

O vereador Jajá (PPS) usou a Tribuna da Câmara comentar a saída do protesto do último sábado em Caruaru. Segundo ele, para evitar problemas com alguns manifestantes, ele resolveu deixar o manifesto e culpou a servidores da prefeitura, que de acordo com Jajá, foram escalados para promover insultos a ele.

“Tinha prometido que iria e fui ao protesto, não via nada demais em participar do protesto, não fui lá como político e sim como cidadão. Fui vaiado por funcionários dessa Casa e principalmente da da prefeitura, que já tenho informações que receberam dinheiro para me provocar. Eu me retirei para evitar um conflito, pois se alguém viesse me agredir, o meu pessoal estava lá. Mas se tem um que protesta nessa Casa sou eu, todas as semanas estou aqui mostrando as mazelas de nossa cidade, como os casos da educação e saúde, que venho constantemente citando aqui”, disse.

Ele ainda garantiu que não vai mudar o estilo e fez menção a plateia da Câmara, que foi formada por integrantes do protesto ocorrido em Caruaru. “Se eu tivesse contra a população eu não estaria aqui todas as semanas mostrando os problemas na saúde e educação. Compartilho todos os dias o sofrimento da comunidade e por isso fui. Participei e iria de novo, não me arrependo de ter ido e não saí por causa de medo”, expôs.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro