18 de maio de 2018 às 22h17min - Por Mário Flávio

A partir deste mês o Instituto Lula promoverá uma série de debates sobre temas da conjuntura nacional. A série “Diálogos no Instituto Lula” começa na próxima quarta-feira, 23 de maio, com o debate “130 anos da Abolição: limites do abolicionismo e o impacto do golpe na população negra”.

Os debatedores serão o historiador e membro do Conselho do Instituto Lula, professor Luiz Felipe de Alencastro e a antropóloga Jaqueline Santos. No site do Instituto, houve crítica a justiça brasileira.

“O Brasil foi o último país da América a abolir a escravidão. Passaram-se 130 anos e a memória da escravidão ainda se reflete no racismo estrutural da sociedade brasileira. O assassinato da vereadora Marielle Franco e a intervenção militar no Rio de Janeiro, colocaram no centro do debate a questão da segurança pública e do genocídio da população negra no Brasil. A prisão política do ex presidente Lula e as arbitrariedades do judiciário em seu processo, trouxeram à tona o fato de que a justiça brasileira não é neutra” diz o texto.

Ainda de acordo com o Instituto, “os índices de encarceramento em massa da população negra, que nos coloca como teceira maior população prisional do mundo, evidenciam o fato de que mesmo após a abolição a população negra segue sendo criminalizada, exterminada ou encarcerada”, diz.

“Racismo estrutural, encarceramento em massa, politicas afirmativas, abolição e o reflexo da escravidão na sociedade brasileira são temas que serão debatidos nessa primeira edição do Diálogos no Instituto Lula”, frisa.

O debate será transmitido ao vivo pela internet no dia 23 de maio, quarta-feira, a partir das 15h, no endereço facebook.com/Lula.

Luiz Felipe de Alencastro é historiador e cientista político. É professor emérito da Sorbonne e professor da Escola de Economia da FGV.

Jaqueline Santos é mestre em antopologia social pela Unesp e doutoranda pela Unicamp. Foi pesquisadora redidente no Centro Hutchins para Pesquisa Africana e Americana na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro